top of page
  • Foto do escritorLuxo Aju

Política by Adiberto de Souza

O governo de Sergipe tirou o bode da sala


O governo de Sergipe está sendo festejado efusivamente após a aprovação pela Assembleia do Projeto de Lei reduzindo o percentual do ICMS dos atuais 22% para 19%. Na verdade, o Executivo apenas desfez o reajuste que tinha aplicado ao imposto em dezembro passado. No apagar das luzes de sua gestão, o ex-governador Belivaldo Chagas (PSD) mandou ao Legislativo uma propositura aumentando o ICMS de 18% para 22%. Depois da chiadeira dos empresários sergipanos, que passaram a perder vendas para Alagoas e Bahia, onde o índice deste tributo é 19%, o governador Fábio Mitidieri (PSD) decidiu reduzir o imposto em 3%. Este faz e desfaz do governo lembra aquela lenda do agricultor que pediu ao padre uma solução para ampliar os espaços em sua pequena casa. O reverendo aconselhou o homem a colocar um bode na sala e voltar à igreja uma semana depois. Ao retornar, o suplicante era só reclamação: “Está muito pior. É uma sujeira danada, a casa está caótica e fedida”, choramingou. O padre, então, mandou tirar o bode da sala. Foi aquele alívio para a família, agora satisfeita com tanto espaço na modesta moradia. Qualquer semelhança com a festejada redução da alíquota do ICMS não é mera coincidência. Home vôte!


Golpe nunca mais


O Brasil recorda hoje com tristeza do famigerado golpe militar de 31 de março de 1964. Há 59 anos, as Forças Armadas colocaram o país num tenebroso e longo período de escuridão. Durante mais de duas décadas, brasileiros foram presos, torturados e mortos nos porões da ditadura. O aniversário do 31 de março de 64 serve para lembrar aos ressentidos, aos grandes e pequenos ditadores escondidos nos desvãos de uma democracia imatura que, a despeito das acirradas disputas partidárias, há um sólido sentimento de repulsa à arbitrariedade e à tirania. Viva a liberdade!


Missão cumprida


O radialista Francisco Ferreira não é mais secretário de Comunicação da Prefeitura de Itabaiana. Ao comunicar a sua despedida da administração serrana, “Chiquinho” disse que sai “com a cabeça tranquila que procurei com dignidade, honestidade, transparência, e, acima de tudo, muita decência, desempenhar e desenvolver em mais essa passagem por aqui”. O comunicador concluiu afirmando que continua torcendo pelo crescimento de Itabaiana, “que sempre me abraçou com muito carinho”. Boa sorte, amigo!

E tome promessas

O governador Fábio Mitidieri (PSD) anunciou a construção de duas grandes pontes em Aracaju: uma ligará a Avenida Tancredo Neves ao bairro Coroa do Meio e a outra vai interligar a capital sergipana ao município da Barra dos Coqueiros, do outro lado do Rio Sergipe. O fidalgo, contudo, não informou a fonte de recursos para concretizar esses dois empreendimentos, importantes para a mobilidade urbana de Aracaju. Ademais, a prometida ponte entre a capital e a Barra ainda depende de um estudo de viabilidade técnica. Marminino!

Na terrinha

E quem está em Sergipe é o ministro do Tribunal de Contas da União, Augusto Nardes. Veio orientar o governo estadual e as prefeituras sobre a nova Lei das Licitações e falar sobre a importância do aperfeiçoamento do diálogo institucional. Na reunião que teve com o governador Fábio Mitidieri (PSD), o ilustre sugeriu a implantação de uma política de governança, visando servir como instrumento de fortalecimento da administração pública. Nardes também fez uma análise sobre o sonhado Canal de Xingó. Então, tá!

Apagou velinhas

A Câmara Municipal de Aracaju completou, ontem, 168 anos de existência. Apenas 13 dias após a fundação de Aracaju como capital de Sergipe, em 30 de março de 1855, a Casa Legislativa iniciava os trabalhos parlamentares, sendo atualmente a instituição pública mais antiga do município em funcionamento. Em sua 43ª Legislatura e com 24 vereadores, a Câmara funciona em um prédio no centro da capital. Segundo o vereador Professor Bittencourt (PDT), o Parlamento municipal é fundamental para a cidade, pois é para ela que convergem todas as demandas. Cabe à Câmara estabelecer uma articulação direta com a população e a Prefeitura. Legal!

Beija-mão

Quatro políticos sergipanos foram recepcionar o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), que retornou ontem ao Brasil após ter se pirulitado para os Estados Unidos ainda antes do fim do mandato. Estiveram no beija-mão ao capitão de pijama os deputados federais Rodrigo Valadares (União) e Ícaro de Valmir (PL), o deputado estadual Luizão Dona Trampi (União) e o ex-prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho (PL). Este último informou que o filho Ícaro se colocou à disposição do ex-presidente “para ser uma voz no Congresso Nacional em defesa do que é certo”. Ah, bom!

Bom de energia

Em megawatts médio, Sergipe foi o 9º estado entre os 11 que apresentaram o maior crescimento na produção de energia hidráulica no ano passado. Segundo a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), o Brasil alcançou em 2022 a marca de 92% de sua geração de energia elétrica proveniente de energias renováveis. A CCEE divulgou os dados em fevereiro passado, mostrando a participação das usinas hidrelétricas, eólicas, solares e de biomassa no total produzido pelo Sistema Interligado Nacional. A participação das energias renováveis foi a maior dos últimos 10 anos. Supimpa!

Saúde em debate

O prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PDT), não gostou nadida de nada da aprovação pela Câmara de Vereadores de um requerimento pedindo a suspensão do edital da Parceria Público-Privada na área da Saúde, a chamada de ‘PPP da Saúde’. Em nota, a Prefeitura lamentou “a politização e precipitação negativa a respeito da Parceria Público-Privada da Saúde por parte de pessoas que desconhecem o projeto”. E a nota prossegue informando que “a gestão municipal é a maior defensora do Sistema Único de Saúde e busca projetos para ampliar e melhorar a assistência ao usuário”. Aff Maria!

Pista de pouso

Não se fala em outra coisa em Itabaiana que não seja a promessa feita pelo presidente da Infraero, Rogério Barzellay, de mandar estudar a viabilidade de se construir uma pista de pouso naquela cidade sergipana. O empreendimento foi reivindicado pelo ex-prefeito Valmir de Francisquinho (PL), por seu filho e deputado federal Ícaro (PL) e pelo o deputado Estadual Marcos Oliveira (PL). Esta não foi a primeira vez que se prometeu fazer um aeroporto em Itabaiana. No final da década de 50, a mesma promessa foi feita ao cacique político Euclides Paes Mendonça. Quem conta essa história, com muita graça, é o veterano jornalista Sebastião Nery. Veja, abaixo:

Desejo de aeroporto

Euclides Pais Mendonça, ex-prefeito de Itabaiana, era dono de Sergipe. Tinha terra, dinheiro e voto. Semi-analfabeto e inteligente, veio ao Rio e procurou o brigadeiro Eduardo Gomes, ministro da Aeronáutica: ‘Senhor ministro, Itabaiana precisa de um aeroporto. Sou da UDN, fui seu eleitor duas vezes. Vossa Excelência sempre ganhou em minha cidade. Agora queria que Vossa Excelência mandasse fazer o aeroporto lá.” – Pois não, senhor prefeito. Vou estudar o assunto. Se Itabaiana estiver dentro de nossas normas e houver possibilidade, o aeroporto será construído, disse o ministro. Coronel Oclides (o povo o chamava assim) saiu desolado. Procurou o governador Leandro Maciel: ‘Doutor Leandro, agora eu sei porque aquele caboclo não ganha eleição. Político que precisa de possibilidade para servir aos amigos não ganha eleição’. Misericórdia!


Comments


bottom of page