top of page
  • Foto do escritorLuxo Aju

Política by Adiberto de Souza



Mitidieri chama de reajuste salarial uma bagatela de 2,5%


Apenas o governo de Sergipe festejou a aprovação da ninharia de 2,5% a título de reajuste salarial para os servidores. Os professores cruzaram os braços para reagir contra a bagatela, enquanto a oposição considerou o percentual um desrespeito aqueles que mantém a máquina pública funcionando. Aliás, este governo não conseguiu nem repetir o pequeno reajuste salarial concedido pelo antecessor. Em 2022, o ex-governador Belivaldo Chagas (PSD) concedeu 5% para quem ganha um pouco mais, 34,44% para os que recebem o miserável salário mínimo e 10% para os detentores de nível superior. Mitidieri deu 2,5% à maioria do funcionalismo e 10% para a chamada arraia miúda. Uma vergonha ao quadrado! Por isso mesmo, as línguas ferinas já andam dizendo que, quando a situação do servidor ficar ainda mais periclitante, o governador pedirá ao seu líder na Assembleia, deputado Cristiano Cavalcante (União), para visitar as repartições públicas e jogar dinheiro pra cima, tal qual o parlamentar - numa imitação fuleira do apresentador Sílvio Santos - fez no interior de Sergipe, humilhando os miseráveis que votaram nele. Só Jesus na causa!


Dinheiro ameaçado


O senador Laércio Oliveira (PP) está invocado com a Medida Provisória, em análise no Senado, propondo o desvio para a Embratur de R$ 450 milhões anuais do orçamento do Sesc e do Senac. O parlamentar afirma que não se pode ser conivente com a retirada de recursos do Sistema S, um direito do trabalhador. Em discurso no Senado, Laércio alertou que essa insensata Medida Provisória pode inviabilizar o atendimento gratuito e as ações sociais oferecidas pelo Sesc/Senac por todo o Brasil. Por fim, o senador garantiu que a MP em debate no Senado é inconstitucional e fere inúmeras decisões do Supremo Tribunal Federal. Crendeuspai!


Briga pela vaga


Os suplentes Zezinho do Bugio (PTB) e Bigode de Santa Maria (PSD) estão brigando pela vaga aberta na Câmara de Aracaju com a renúncia do vereador Manuel Marcos (PSD). Este deixou o Legislativo municipal para assumir uma cadeira na Assembleia em substituição ao deputado licenciado Jorginho Araújo (PSD). Embora Zezinho já tenha tomado posse, o PSD vai à Justiça pedir o seu afastamento, sob a alegação que o distinto trocou de partido fora do período da janela partidária. Na Legislatura passada ocorreu situação idêntica na Câmara: com a morte do vereador Jason Neto (PDT), o suplente sargento Vieira foi empossado, contudo por ter mudado de legenda fora de época, perdeu a vaga para o também militar Heliomarto Rezende. Aff Maria!


Bem na fita


O grupo sergipano Maratá está entre as 10 marcas mais escolhidas pelos brasileiros. É o que revela a 11ª edição do ranking Brand Footprint, elaborado pela Kantar. O estudo aponta que a Coca-Cola foi escolhida 555 milhões de vezes no país em 2022. Em segundo lugar, a Ypê foi escolhida 552 milhões de vezes. A Perdigão ficou na 3ª posição, ao ser escolhida 443 milhões de vezes. Na 7ª posição, a Maratá foi escolhida 305 milhões de vezes. O Grupo empresarial sergipano existe há mais de 50 anos no mercado, sob a liderança do vitorioso empresário José Augusto Vieira. Supimpa!


Déda vive!


Plagiando as amiguinhas colunistas sociais, o mundo político sergipano de A a Z prestigiou, ontem, o lançamento do livro “Marcelo Déda na construção da democracia”, biografia política do saudoso ex-governador de Sergipe, escrita com maestria pelo professor e cientista político Ibarê Dantas. “Uma grande obra, que trata da contribuição dada pelo meu saudoso amigo Marcelo Déda na política brasileira. Uma justa homenagem e merecido reconhecimento”, afirmou o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PDT). A secretária Nacional de Renda e Cidadania, Eliane Aquino (PT) - viúva de Déda - disse que foi uma noite pra ficar marcada na história. Boa leitura!


Arrumando a casa


As eleições municipais de 2024 foram discutidas entre o novo mandachuva do Republicanos em Sergipe, deputado federal Gustinho Ribeiro, e os vereadores aracajuanos Sargento Byron e Eduardo Lima. Tendo ingressado na legenda no ano passado, Gustinho substituiu o pastor Jony Marcos no comando do Republicanos. Ribeiro acaba de ser indicado pela direção do partido para a vice-liderança da maioria na Câmara Federal. Na legislatura passada, ele foi um dos inúmeros vice-líderes de Jair Bolsonaro (PL) no Parlamento. Misericórdia!


Na terrinha


E quem deu com os costados em Aracaju foi o cônsul-geral do Japão em Recife, Hiroaki Sano. Aqui na terrinha, o fidalgo visitou o prefeito Edvaldo Nogueira (PDT) com o propósito de estreitar os laços entre a Prefeitura e o Consulado, visando futuras parcerias. Ao receber o cônsul, o gestor aracajuano destacou que “foi uma grande oportunidade para estabelecer um importante intercâmbio que poderá resultar em bons frutos”. O cônsul afirmou que os japoneses precisam vir mais a Sergipe para conhecer melhor a importância do estado. Ah, bom!


Batendo pernas


E os políticos não fazem outra coisa que não seja discutir sobre política. Bom exemplo disso é o presidente estadual do União Brasil, André Moura. Mesmo ocupando parte do tempo como secretário do governo do Rio de Janeiro, o ilustre tem percorrido o interior de Sergipe visando ouvir as lideranças sobre as eleições de 2024. Quando não pode ir, Moura manda a filhota e deputada federal Yandra de André (União) colher as demandas dos aliados. Assim como o secretário fluminense, os políticos sergipanos com ou sem mandatos não tiram os olhos grandes das eleições do próximo ano. Então, tá!


Biometria de volta


Todas as Zonas Eleitorais de Sergipe já reativaram o atendimento biométrico. Em março de 2020, a coleta da biometria foi suspensa por conta da pandemia do Coronavírus. Na época, considerando a segurança sanitária dos eleitores, o Tribunal Superior Eleitoral suspendeu a coleta das digitais. Nas Zonas Eleitorais de Aracaju o atendimento biométrico já funciona desde dezembro passado. Agora, com o retorno da coleta biométrica nas Zonas do interior, 100% de Sergipe voltou a realizar esse moderno tipo de cadastramento. Marminino!


Silêncio ensurdecedor


Ganha uma mariola de goiaba quem disser ter ouvido algum político governista ou autoridade constituída condenar a vergonhosa atitude do deputado estadual Cristiano Cavalcante (União), que jogou dinheiro pra cima na cidade de Ilha das Flores. O “Sílvio Santos” mambembe se divertiu com o empurra-empurra dos miseráveis, ávidos para pegar a grana lançada ao vento. Nem o governador Fábio Mitidieri (PSD), de quem Cristiano é líder na Assembleia, deu um pio sequer sobre esse humilhante episódio. Até parece que a vergonhosa atitude do deputado é coisa corriqueira entre alguns políticos sergipanos. Home vôte!

Comentarios


bottom of page