top of page
  • Foto do escritorLuxo Aju

Política by Adiberto de Souza

Governistas vão às eleições desfalcados do PT e de JB


Quando comparadas aos últimos pleitos, as próximas eleições em Aracaju terão uma novidade: em 2024 os governistas não terão a força política do PT e a expertise do ex-prefeito Jackson Barreto (MDB), conhecedor como poucos dos becos e vielas da cidade. No pleito de 2016, quando JB era governador de Sergipe, Edvaldo Nogueira (PDT) ganhou de Valadares Filho (PSB) no 2º turno com uma pequena margem de 5%. À época, as línguas ferinas atribuíram a apartada vitória a Jackson, que arregaçou as mangas, entrou em campo e tirou a vantagem que Vavazinho tinha em alguns bairros da periferia. Lembrem-se que naquela eleição o PT participava da chapa de Nogueira, com Eliane Aquino como candidata a vice. Alguém há de dizer que Jackson Barreto já era politicamente. No passado também disseram isso, principalmente quando ele foi defenestrado da Prefeitura de Aracaju, levando consigo mais de 200 processos por improbidade. Tal qual a mitológica Fênix - ave que representa recomeço - JB já provou ser capaz de ressurgir das cinzas. Portanto, não custa os governistas abrirem os olhos, pois as eleições nunca são iguais e nem sempre ganha quem está com a chave do cofre público. Misericórdia!


Educação no semiárido


Os ministros da Educação, Camilo Santana, e da Secretaria-Geral da Presidência, Márcio Macedo, visitam Sergipe nessa sexta-feira. Na agenda de ambos está a inauguração do campus do Instituto Federal de Sergipe (IFS) em Poço Redondo, município do semiárido sergipano. Pronta há mais de dois anos, a obra estava fechada por falta de professores e demais servidores, problema que foi resolvido pelo MEC graças a interferência de Márcio Macedo. O estabelecimento educacional tem capacidade para acolher 1,2 mil estudantes e deve contar com professores e 45 técnicos administrativos. Então, tá!


Lesma lerda


O Tribunal de Contas de Sergipe acaba de condenar por irregularidades administrativas o ex-vereador de Umbaúba, Carlos Alexandre Santos Costa. Nada demais se a condenação não tivesse ocorrido 10 anos após o indigitado ter deixado a presidência do Legislativo umbaubense. Achou muito tempo? Pois na mesma sessão, o lerdo TCE condenou ao pagamento de multa Izaías Gileno Barreto Neto, por erros administrativos ocorridos na Superintendência de Trânsito e Transporte de São Cristóvão no distante ano de 2012. Danôsse!


Vap-vupt


Diferente do vagaroso Tribunal de Contas de Sergipe, a Assembleia Legislativa aprovou no piscar de olhos o Projeto de Lei autorizando o governo fazer um empréstimo e até R$ 300 milhões. A propositura foi entregue aos deputados pelo próprio governador Fábio Mitidieri (PSD), sendo aprovado 24 horas após ter sido protocolada. Após comemorarem mais uma exibição de força do rolo compressos governistas, os deputados e deputadas foram ao gabinete da presidência e degustaram uma apetitosa feijoada, oferecida pelo bolsonarista Luizão de Dona Trampi (União). Marminino!


Reis marcham unidos


A família Reis, de Lagarto, se reuniu e decidiu: as duas opções existentes no grupo para disputar a Prefeitura são o ex-deputado federal Sergio Reis (PSD) e a tia dele, ex-deputada estadual Goretti Reis (PSD). Aquele que for escolhido para concorrer às eleições lagartenses terá o apoio de todo o agrupamento familiar, dos correligionários e amigos. Então, está fechado: um Reis não abandonará outro Reis. Parece existir uma forte tendência pró-Goretti. “Vamos marchar unidos”, garante Sergio, atual secretário de representação de Sergipe em Brasília. Esta informação é do blog Primeira Mão.


Partidários da tortura


Quase metade da população apoia o uso de tortura para obtenção de provas nos tribunais. Pesquisa sobre o assunto mostra que um terço dos entrevistados concorda que para conseguir confissões a polícia deve “ameaçar com palavras”, “bater”, “dar choques ou queimar com ponta de cigarro”, “ameaçar membros da família” e “deixar sem água ou comida”. O uso de algum tipo de violência é mais aceito para suspeitos estupro (43,2%), tráfico de drogas (38,8%), sequestro (36,2%), uso de drogas (32,3%) e roubos (32,1%). Cruz, credo!


O mundo dá voltas!


Lembram de Abraham Weintraub, aquele ministro da Educação bolsonarista que acusava a comunidade universitária de fazer balburdia e fumar maconha? Pois o dito cujo agora quer ver o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) atrás das grades. Ontem, Weintraub escreveu no Twitter que o ex-chefe é “cafetão”, “mentiroso”, “ladrãozinho de joias”, “covarde”, “ladrão” e “rato”. Home vôte!


Olhando para o interior


O Sebrae vai desenvolver um conjunto de ações para ajudar a transformar a realidade de 22 municípios sergipanos por meio da implantação de políticas de desenvolvimento em áreas consideradas estratégias. O programa, chamado Cidade Empreendedora, será lançado hoje. Segundo a superintendente do Sebrae em Sergipe, Priscila Felizola, a ideia é que a implementação das ações permita melhorar o ambiente de negócios nos 22 municípios. Ah, bom!


Relação difícil


O ex-deputado federal Mendonça Prado praticamente já decidiu se filiar ao Democracia Cristã, partido dirigido em Sergipe por Airton Costa. Tomara que o fidalgo tenha mais sorte neste partido do que no PTB, onde teve a candidatura ao Senado negada pela própria legenda justo no dia da convenção petebista. Também espera-se que a relação entre Mendoncinha e o mandachuva do DC seja melhor do que foi a passageira amizade de Airton com os ex-candidatos a prefeito de Aracaju, em 2020, e a governador de Sergipe, em 2022, respectivamente, delegado Paulo Márcio e o doutor Cláudio geriatra. Ambos tiveram uma cuia de votos e terminaram as eleições enfezados com Airton Costa. Crendeuspai!


Afinando a zabumba


Durante o evento para apresentar a programação do Forró Caju 2023, o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PDT), matou a saudade da zabumba. Após os discursos de praxe, o pedetista abraçou-se com seu instrumento preferido e entrou no show do forrozeiro que animava a festança. A edição deste ano do Forró Caju terá a participação de artistas como Mestrinho, Erivaldo de Carira, Joelma, Unha Pintada, Cintura Fina, Orquestra Sanfônica de Aracaju e Solange Almeida, Alceu Valença, Zé Ramalho, Mari Fernandez, João Gomes, Xand Avião, Gustavo Mioto e Adelmário Coelho. Haja fivela para ariar no forrobodó que se avizinha. Aff Maria!


Cadê os empregos?


E quem anda cobrando a prometida geração de empregos em Sergipe é o senador Rogério Carvalho (PT). Segundo o ilustre, “quando se trata de gerar empregos, o governo de Sergipe continua de braços cruzados”. Carvalho ressalta que o último resultado da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios mostra que Sergipe tem a 6ª maior taxa de desemprego do Brasil. Por fim, o senador afirma que não adianta falar em futuro sem pensar no agora. “Os sergipanos e sergipanas querem trabalhar e pôr comida na mesa”, discursa. Só Jesus na causa!


Lorota em alta


Sem disputas eleitorais este ano, a classe política tem se ocupado em fazer projeções para as eleições de 2024. Enquanto o próximo ano não chega, os políticos discutem até sobre o sexo dos anjos. Por sua vez, setores da imprensa se apressam em divulgar pré-candidaturas que dificilmente se concretizarão. É o exercício de suposições que não leva a lugar nenhum, mas mantém ocupado quem não possui coisa mais importante para fazer. Estamos, portanto, vivendo a época da conversa mole para boi dormir. Arre égua!


Chove chuva


Desde ontem, chove em boa tarde de Sergipe, com mais intensidade no litoral. Então, como bem canta Jorge Ben Jor, “chove chuva/ chove sem parar”, principalmente no sertão sergipano, onde o homem do campo reza para as chuvas continuarem visando garantir a lavoura e as pastagens para o gado. Oremos!


Comments


bottom of page