top of page
  • Foto do escritorLuxo Aju

Política by Adiberto de Souza

Em seis meses, governo Mitidieri tem pouco a comemorar


Os sergipanos não têm muito a festejar nestes seis meses do governo Fábio Mitidieri (PSD). Os servidores públicos, em particular, são só queixas contra a nova administração, que concedeu uma esmola de 2,5%, a título de reajuste salarial, e aumentou em exagerados 50% a contribuição para o Ipesaúde. Tirando a continuidade das obras deixadas pelo antecessor e a realização de mutirões, que oferecem serviços simples à população, a gestão Mitidieri se destaca pela realização de festas. Segundo a deputada estadual Linda Brasil (Psol), só em forrobodó o Executivo gastou cerca de R$ 20 milhões. O jornalista Gilvan Manoel denunciou no Jornal do Dia que “o governo não vem pagando os fornecedores e alguns prestadores de serviços já fazem ameaças”. Também não ocorreu ainda a prometida geração de milhares de empregos. Enquanto isso, cresce a fila de quem depende do Estado para fazer uma cirurgia ou tirar uma carteira de identidade. Em seu artigo, Gilvan Manoel afirma que “na prática, o sergipano não sente qualquer diferença entre os governos Belivaldo Chagas e Fábio Mitidieri”. Portanto, não tivesse o espirito festivo, o governador teria poucos motivos para comemorar os primeiros seis meses da gestão. Misericórdia!


Cobrança adversária


E o deputado estadual Georgeo Passos (Cidadania) direcionou suas críticas para a Prefeitura de Ribeirópolis, município onde a família dele tem grande influência política. O parlamentar critica a gestão por ter gastado mais de R$ 850 mil com os festejos juninos sem ter se programado financeiramente. Resultado: a administração do prefeito Rogério Sobral (PL) anuncia medidas para conter os gastos, inclusive com a possível demissão de servidores comissionados e contratados. “Cadê o planejamento, a responsabilidade e o respeito com o dinheiro público?”, pergunta Passos. Home vôte!


Luto


O corpo do personal trainer Edson Nem, vítima de acidente ocorrido nesse domingo, será sepultado às 10 horas de hoje, no Cemitério Colina da Saudade, em Aracaju. Professor da Secretaria Municipal da Juventude e do Esporte, o educador ia trabalhar em sua motocicleta quando se acidentou. Edson Nem era casado com Fabiane Feitoza, irmã da deputada federal Katarina Feitoza (PSD), e tinha um filho de 9 anos. No dia 8 de agosto próximo, o personal trainer completaria 40 anos de idade. Descanse em paz!


Banho de lama


E quem caiu na gandaia em Capela foi o governador Fábio Mitidieri (PSD). Durante a tradicional Festa do Mastro daquele município, o pessedista entrou no clima e até tomou um banho de lama junto com os demais brincantes. Segundo Fábio, “a alegria de festejar junto ao povo é combustível para mim”. Aliada política do governador, a prefeita e anfitriã Silvany Mamlak (PSC) ajudou a enlamear Mitidieri dos pés à cabeça. Cruz, credo!


De capitão a cabo


Para tristeza dos terraplanistas, o mundo é redondo e vive dando voltas, promovendo metamorfoses inesperadas. A última ocorreu com o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), tornado inelegível pelo Tribunal Superior Eleitoral. Diante da justa punição, o capitão de pijama virou um reles cabo eleitoral da direita. O deputado federal Rodrigo Valadares (União) está entre os bolsonaristas que reconhecem a perda de patente do capitão: “Bolsonaro é um cabo eleitoral fortíssimo”, discursa o parlamentar. Aliás, é bom o ex-presidente abrir os olhos, pois para um cabo ser rebaixado a soldado basta perder as duas únicas divisas da farda. Só Jesus na causa!


Deus não se mete


O ex-prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho (PL), sempre sai pela tangente quando alguém pergunta se ele disputará as eleições em 2024. Entrevistado numa emissora de rádio, o distinto colocou nas mãos de Deus a escolha do candidato a prefeito: “Primeiro é preciso perguntar a Deus. Se Ele escolher Adailton, vai ser ele, mas se escolher Valmir, será eu”, desconversou. Alguém precisa dizer a Francisquinho que Deus não se mete com política. Ademais, Valmir só não se candidatará em 2024 se não quiser, pois o prefeito Adailton Sousa (PL) já deixou claro que será seu cabo eleitoral até debaixo d’água. Marminino!


Gado ferrado


Tal qual os fazendeiros, que reúnem a vaqueirama para ferrar o rebanho bovino, os pré-candidatos às eleições de 2024 estão se encontrando com lideranças políticas parar marcar o eleitorado. Quem melhor se sair nesta fase de delimitar território, terá mais chances nas urnas. Ainda é modesta a oferta de dinheiro vivo aos coronéis dos grotões, pois o período de compra verdadeiramente dita só começa no próximo ano. Lamentavelmente, para boa parte dos políticos o povo não passa de um rebanho bovino em fase de engorda para ser abatido na eleição. Misericórdia!


De presa a anfitriã


Quem viu, na Festa do Mastro, a alegria das hoje aliadas políticas Silvany Mamlak (PSC) e Danielle Garcia (Pode), respectivamente, prefeita de Capela e secretária de Estado, não imagina que no passado ambas estiveram em lados opostos. Em 2014, a delegada de polícia Danielle comandou a “Operação Pop” que prendeu Silvany e, à época, o esposo dela Manuel Sukita (Republicanos), sob a acusação de crime contra a administração pública. Nove anos após o ocorrido, pode-se dizer que aquelas prisões são águas passadas, tal qual é o casamento de Silvany e Sukita, hoje inimigos figadais. Crendeuspai!


Dia de posse


Será hoje à tarde, a posse de Waldoilson Leite na Superintendência do Patrimônio da União em Sergipe. O evento contará com a presença do secretário nacional do SPU, Lúcio Geraldo de Andrade. Indicado para o cargo pelo governador Fábio Mitidieri (PSD), Waldoilson está trocando o comando regional da Funasa pela nova empreitada. Gestor público com larga experiência, o novo comandante do SPU em Sergipe já foi secretário estadual e teve passagens pelas Codise, Emsetur e Funcaju. Ah, bom!


Fatiando o MDB


Embora seja oposição ao governo Mitidieri, o Cidadania não tem nada contra o fato de o ex-comandante da legenda, senador Alessandro Vieira, ter assumido a direção do hoje governista MDB. Tanto isso é verdade que o novo mandachuva emedebista está entregando diretórios municipais aos amigos cidadanistas. Em nossa Senhora do Socorro, a executiva municipal do MDB será indicada pelo deputado estadual Samuel Carvalho, enquanto o presidente estadual do Cidadania, deputado Georgeo Passos, indicará o novo diretório do MDB de Ribeirópolis. Coisas da política!


Boiadeiro errante


De um bebinho metido a comunista sobre o cantor bolsonarista Sérgio Reis: “Filho adotivo de Chico Mineiro, ele bebeu uma pinga, pensou ser o rei do gado, montou no cavalo preto, se assustou com o menino da porteira, quebrou a panela velha, deu adeus a Mariana, pegou um couro de boi e virou o boiadeiro errante à procura da casinha branca!”. Danôsse!


Comments


bottom of page