top of page
  • Foto do escritorLuxo Aju

Política by Adiberto de Souza

Governo Mitidieri é acusado de discriminar estudantes


Prego no sapato do governador Fábio Mitidieri (PSD), o Sindicato dos Trabalhadores na Educação (Sintese) alega que o recém-criado programa “Filé de Camarão na Alimentação Escolar” divide os estudantes em primeira e segunda classes. A discriminação denunciada se fundamenta no fato de apenas 42 das 318 escolas estaduais terem incluído o saboroso crustáceo nos cardápios. Segundo o Sintese, não é correto manter uma lógica de que alguns estudantes tenham acesso a uma alimentação de muita qualidade, a exemplo do camarão, e outros não. O Sindicato faz questão de ressaltar que não é contra o programa recém-criado, porém defende que o governo Mitidieri promova projetos similares de alimentação escolar em toda a rede estadual e não apenas numa pequena parte dela. Tomara que a Secretaria Estadual da Educação tenha uma boa explicação para o fato de a maioria dos estudantes da rede pública ter sido privada do tão propagandeado filé de camarão. Home vôte!


Prepare o bolso


A reforma tributária, aprovada na semana passada pela Câmara dos Deputados, prevê a instituição do Imposto Seletivo, que incidirá sobre produtos prejudiciais à saúde e ao meio ambiente. Para os cigarros e as bebidas alcoólicas, porém, não deverá haver muitas alterações de preços, porque esses produtos já pagam grandes alíquotas de Imposto sobre Produtos Industrializados. Para os demais produtos com riscos sanitários e ambientais, contudo, o Imposto Seletivo resultará em salgados reajustes nos atuais valores. Crendeuspai!


Mais desembargadores


O Tribunal de Justiça de Sergipe estuda a criação de mais duas vagas para desembargador, ampliando de 13 para 15 o número de magistrados. Esta informação foi dada pelo presidente do TJ, desembargador Ricardo Múcio Santana, na última reunião do Tribunal Pleno. O ilustre também comunicou aos pares que o estudo inclui a possibilidade de concurso público para o cargo de juiz substituto. Múcio revelou que criação de duas novas vagas de desembargador visa atender a demanda atual e, por consequência, manter a posição de destaque ocupada nacionalmente pelo TJ sergipano. Então, tá!


Segue internada


O boletim médico, divulgado nesse domingo, sobre a vereadora aracajuana Professora Ângela Melo (PT) informa que ela segue “internada na UTI, com quadro clínico estável necessitando de suporte ventilatório invasivo, em uso de sedação contínua e droga vasoativa”. Segundo o boletim, “durante as últimas 24 horas, não houve alteração significativa em seu estado de saúde. Continua em tratamento de pneumonia com antibioticoterapia”. A vereadora foi internada na última quinta-feira, com quadro de rebaixamento do nível de consciência seguido de insuficiência respiratória. Melhoras!


Encontro de conterrâneos


E quem deu com os costados em Aracaju foi a ex-senadora e ex-vereadora de Maceió, Heloísa Helena (Rede). A distinta aproveitou para visitar o prefeito Edvaldo Nogueira (PDT), seu conterrâneo de Pão de Açúcar (AL). O pedetista ressaltou que a líder política é “uma amiga de longa data. O mais curioso é que minha mãe, Dona Lourdes, foi a responsável por fazer seu parto”, revelou Nogueira. Após ter tentado sem sucesso se eleger senadora, deputada federal e vereadora por Alagoas, Heloísa disputou, em 2022, uma cadeira na Câmara Federal pelo Rio de Janeiro, porém foi derrotada. Ah, bom!


Ética em desuso


O povão não liga muito para esse negócio de andar certinho. Uma pesquisa feita pela Universidade de Brasília mostrou que 78% dos entrevistados já deixaram de seguir a lei. Entre as razões apontadas para o desrespeito do que é legal estão a discordância da legislação (25,7%) e o fato de os entrevistados acharem a lei confusa (19,2%). Segundo o estudo, 50,3% das pessoas disseram que contratariam parentes se fossem políticos. Outros 41% admitiram que recorreriam à propina para ter atendido um pedido feito à administração pública. Assim também já é demais também!


Antes e depois


No período eleitoral

Candidato vira santo

Bota a cara em todo canto

Favela, sítio, hospital,

Tapera, escola, curral,

Velório, igreja, pensão,

Promete o céu e o chão

Jura descaradamente

Mas muda radicalmente

Quando acaba a eleição!


O cordel acima é do poeta Merlânio Maia


FUP contra a Unigel


A Federação Única dos Petroleiros (FUP) está cobrando à Petrobras que rompa os contratos feitos com a Unigel e retome desta empresa as Fábricas de Fertilizantes Nitrogenados (FAFEN) localizadas em Laranjeiras (SE) e Camaçari (BA). Segundo a FUP, não há muita perspectiva de futuro em relação à permanência da Unigel, que tem apresentado dificuldades para gerir as duas unidades. Reclamando do elevado preço do gás natural fornecido pela Petrobras, a Unigel suspendeu as operações nas duas fábricas, arrendadas à petrolífera, em 2019, por R$ 177 milhões para um período de 10 anos. Misericórdia!


De crítico a aliado


Quem escuta hoje os rasgados elogiosos do senador Alessandro Vieira (MDB) ao governador de Sergipe, Fábio Mitidieri (PSD), pode pensar que ambos sempre foram aliados políticos. Ledo engano! Até um dia desses, o emedebista era só críticas a Fábio. Em julho do ano passado, por exemplo, Alessandro dizia que Mitidieri representava a continuidade do desgoverno de Belivaldo Chagas (PSD) e da má gestão de Jackson Barreto (MDB): “É mais do mesmo”, fustigava. Vieira também jurava que Mitidieri, JB e Belivaldo contribuíram para que Sergipe ostentasse os piores índices em todas as áreas. Alguém sabe por que o senador mudou tão rapidamente a visão crítica que tinha do governador? Marminino!


De olho em 2024


O Psol realizou em Aracaju o Curso de Formação “Psol pela base - Conjuntura de Sergipe, desafios do Psol e eleições 2024”. Promovida pelo gabinete da vereadora Sônia Meire, a atividade mobilizou filiados do partido de diferentes lugares do estado. A legenda ainda não definiu se disputará a Prefeitura de Aracaju em 2024, embora muitos psolistas defendam que a deputada estadual Linda Brasil concorra à cadeira ocupada hoje pelo prefeito Edvaldo Nogueira (PDT). Aguardemos, portanto!


Morrendo de fome


Mais de um milhão de pessoas em Sergipe vive em insegurança alimentar. Ou seja, quase metade da população sergipana passa fome ou está a caminho disso. Os dados são do Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar. Segundo a deputada estadual Linda Brasil, o estado também possui a quarta maior taxa do país de lares com crianças menores de 10 anos em situação de insegurança alimentar, totalizando 54,6%. O estudo revela uma preocupante disparidade de gênero e raça nesse contexto: mais de 50,8% dos lares chefiados por mulheres sofrem com insegurança alimentar, e quando a responsável pelo lar é negra, esse índice chega a alarmantes 91,6%. Só Jesus na causa!


Os opostos


De um bebinho, numa bodega da periferia de Aracaju: Enquanto Bolsonaro vive um grande inferno astral, o apaixonado Lula é só “I love you, baby”. Aff!



Comments


bottom of page