top of page
  • Foto do escritorLuxo Aju

Política by Adiberto de Souza



A campanha em Aracaju vai começar sem um favorito


Apesar da torcida de cabos eleitorais e eleitores apaixonados por este ou aquele provável candidato à Prefeitura de Aracaju, a campanha eleitoral de 2024 vai começar sem um favorito. Caso o prefeito Edvaldo Nogueira (PDT) não tivesse impedido de participar do pleito por já ter sido reeleito em 2020, dificilmente alguém tiraria a vitória dele. Com o pedetista fora do páreo é impossível dizer hoje quem deverá substituí-lo. Enquanto os partidos não definirem com quais chapas vão ao baile eleitoral, qualquer projeção será um tiro no escuro. Ressalte-se que as candidaturas à Câmara de Vereadores também são importantes na disputa majoritária e elas ainda são, em grande parte, desconhecidas. Enquanto todos os candidatos não forem definidos nas convenções do ano que vem, não há como avaliar a força dos grupos políticos. Portanto, até que seja dada a largada oficial para a campanha em Aracaju, será muito arriscado apostar em nomes e muito menos na vitória de alguém. Misericórdia!


Aviso aos navegantes


A Justiça não vai aceitar que partidos políticos registrem candidaturas femininas fictícias com o objetivo de cumprir as cotas de gênero. A advertência é da ministra substituta do TSE, Edilene Lobo. Por causa dessa fraude praticada pelo PSC em 2020, os vereadores de Aracaju, Fábio Meireles e Sávio Neto de Vardo da Lotérica tiveram os mandatos cassados pelo TSE na última terça-feira. Os indícios desse tipo de crime são votação baixa ou nenhuma votação, ausência de atos de propaganda eleitoral e falta de recursos destinados a campanhas femininas. “Evidenciada a fraude, com as ações competentes, com certeza o TSE diz que é caso de cassação de mandato”, alerta Edilene. Home vôte!


Mundo da fantasia


Existe algo em comum entre o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e seu ex-ministro da Justiça, senador Sérgio Moro (União): ambos se acham parecidos com personagens de ficção metidos a valentões. O capitão de pijama vive se comparando ao desenho animado Johnny Bravo, um louro musculoso, estúpido, egocêntrico e vaidoso. O ex-magistrado, que virou político, já insinuou ser parente de Tony Stark, codinome do Homem de Ferro, criado pela Marvel. Tamanho devaneio, nem Freud explica. E ainda dizem que esse Brasilzão tem jeito. Danôsse!


Não é bem assim


Desde que o ex-deputado federal André Moura (União) fechou um acordo com o Ministério Público Federal para não ser preso, os amigos do fidalgo garantem que em 2026 uma das duas vagas para o Senado será dele e ninguém tasca. Há controvérsia: Em 2018, os aliados de André também davam como favas contadas a eleição dele, mas quando as urnas foram abertas os eleitos foram os senadores Alessandro Vieira (MDB) e Rogério Carvalho (PT). E olhe que naquele ano, Moura ainda não havia sido condenado pelo Supremo Tribunal Federal a oito anos de cadeia por peculato, desvio e apropriação de recursos públicos e associação criminosa. Marminino!


Marcha das Margaridas


A deputada estadual Carminha Paiva (PP) e a vereadora aracajuana Sônia Meire (Psol) participaram da Marcha das Margaridas. Mais de 100 mil mulheres do Brasil e de vários países da América Latina foram à Brasília defender a ampliação da participação feminina na política, protestar contra a violência doméstica, exigir segurança alimentar, condenar o racismo e o sexismo, além de propor o acesso à terra e à educação. No encerramento da Marcha, o presidente Lula da Silva (PT) anunciou, entre outras medidas, a retomada do Programa de Reforma Agrária e assinou o Pacto Nacional de Prevenção aos Feminicídios. Supimpa!


Bota fora


O Tribunal Regional Eleitoral já enviou ofício à Câmara Municipal de Aracaju comunicando que os vereadores Fábio Meireles e Sávio Neto de Vardo da Lotérica - ambos do PSC - tiveram os mandatos cassados pelo Tribunal Superior Eleitoral. No ofício, o TRE determina o imediato afastamento dos dois parlamentares e informa que, após realizar a retotalização dos votos das eleições de 2020, anunciará quem serão os substitutos de Fábio e Sávio. Segundo fala-se pelas esquinas de Aracaju, as duas vagas vão ser preenchidas pelos suplentes Elber Batalha Filho (PSB) e Camilo Daniel (PT). Aguardemos, portanto!


Povo motorizado


Estudo do IBGE mostra que 697 mil pessoas, ou seja, 45,5% dos habitantes de Sergipe dirigem algum tipo veículo. A motocicleta é opção para 32% da população, enquanto os carros estão presentes nas vidas de 13,3% dos sergipanos. A pesquisa apurou também que 69,7% informaram sempre usarem o cinto de segurança no banco da frente quando dirigem ou são passageiros. Quanto ao banco de trás, somente 31,7% dos entrevistados disseram usar o cinto de segurança. Crendeuspai!


Explicando salários


A Assembleia desmentiu que exista deputado estadual licenciado recebendo ilegalmente remuneração paga pelo Legislativo. Segundo a nota, o atual secretário de Estado da Casa Civil, Jorginho Araújo (PSD), é deputado licenciado e optou por receber a remuneração de parlamentar, com base no artigo 45 da Constituição estadual. O suplente dele, Sérgio Reis (PSD), também se licenciou da Assembleia para assumir a Secretaria de Representação de Sergipe em Brasília, e fez opção pelo salário de deputado. A nota do Legislativo cita o parágrafo 3°, do mesmo artigo 45: “Na hipótese do inciso I, o deputado poderá optar pela remuneração de seu mandato”. Ah, bom!


Dívida da discórdia


Sempre que pode, o prefeito de Socorro, Padre Inaldo (PP), lembra ter herdado de seu antecessor uma enorme dívida de R$ 200 milhões. Embora diga ser seu dever prestar contas à população, o alvo do gestor ao citar esse débito é o ex-deputado federal e ex-prefeito socorrense Fábio Henrique (União). O reverendo festeja o fato de ter conseguido negociar e parcelar o débito herdado, pagando com recursos próprios e sem contrair novos empréstimos. Caso seja candidato à sucessão do Padre Inaldo, Fábio terá toda a campanha eleitoral para explicar o débito ao eleitorado. Aff Maria!


Vaga no Pleno


A partir do próximo dia 24, abre-se uma vaga no Pleno do Tribunal de Justiça de Sergipe. É que neste dia o desembargador Edson Ulisses estará completando 75 anos de vida e terá que se aposentar. Oriundo da advocacia, o magistrado será substituído por um dos causídicos da lista sêxtupla para vaga do Quinto Constitucional. Na sessão plenária da última quarta-feira, Edson Ulisses se despediu dos colegas desembargadores e agradeceu as homenagens: “Acredito que será difícil outro momento de tanta beleza”, frisou. Então, tá!

Comments


bottom of page