top of page
  • Foto do escritorLuxo Aju

Política by Adiberto de Souza


Eleitor em excesso


Cinco municípios sergipanos têm mais eleitores do que habitantes. Estão nessa condição Cumbe (3.824 moradores e 4.305 votantes), Graccho Cardoso (5.834 habitantes e 6.025 eleitores), Santa Rosa de Lima (3.937 residentes e 4.151 eleitores), São Francisco (3.243 habitantes e 3.541 eleitores) e Telha (3.274 moradores e 3.518 votantes). Em artigo sobre essa discrepância, o advogado Wesley Araújo alerta que a presença de cidades com mais eleitores do que habitantes exige um esforço na atualização das informações cadastrais da Justiça Eleitoral. Misericórdia!


Academia em festa


O arquiteto Ézio Déda toma posse, quarta-feira próxima, na Academia Sergipana de Letras. Eleito com 27 votos, o novo imortal ocupará a cadeira número 19 que pertencia ao saudoso acadêmico Jácome Góes, falecido em dezembro der 2022. Natural de Simão Dias, Ézio tem 47 anos, é graduado em Arquitetura e Urbanismo e especialista em ‘Desenho, Registro e Memória Visual’. Desde 2012, é diretor-superintendente do Instituto Banese, instituição que administra o Museu da Gente Sergipana, cujo projeto de restauração é de autoria dele. Então, tá!


O governo Mitidieri pode ser um péssimo cabo eleitoral


A oposição pode surpreender na disputa pela Prefeitura de Aracaju. A depender de quais sejam os candidatos à sucessão do prefeito Edvaldo Nogueira (PDT), os adversários do pedetista podem conquistar o comando da capital sergipana no próximo ano. Isso ocorreu em 2012, quando os aracajuanos elegeram João Alves Filho (DEM) visando punir o então governador Marcelo Déda (PT), que vivia às turras com os servidores, em particular os professores e os policiais militares. No governo há apenas oito meses, Fábio Mitidieri (PSD) já vive um desgaste político, principalmente depois que concedeu ao funcionalismo uma esmola de 2,5% a título de reajuste salarial e aumentou em exagerados 50% a contribuição paga pelos servidores ao Ipesaúde. Caso não cumpra parte das promessas de campanha até as eleições de 2024, o governador poderá se tornar um péssimo cabo eleitoral. E será aí que a oposição poderá surpreender. Tudo vai depender, porém, dos candidatos e de como estará base governista, que caminha a passos largos para se dividir, diante da visível falta de consenso em torno de um candidato a prefeito de Aracaju. Marminino!


O mundo dá voltas


O empresário Milton Andrade já discordou publicamente do governador Fábio Mitidieri (PSD), hoje seu chefe. Em 2020, ambos chegaram a trocar farpas após o pessedista ter apoiado a candidatura da delegada Katarina Feitoza (PSD) a vice-prefeita de Aracaju. Na época, o hoje presidente da Agência de Desenvolvimento de Sergipe, lembrou que, antes do apoio à policial, Fábio havia questionado pelo twitter se “vamos ter eleição em Aracaju ou algum concurso pra delegado?”. Diante da mudança de posição, Milton fustigou Mitidieri por mudar rápido de ideia: “Como diria Raul Seixas, eu prefiro ser essa metamorfose ambulante”, escreveu o empresário à época. Crendeuspai!


Bom de garfo


Quando se trata de saborear uma boa comida típica sergipana, o deputado estadual Luciano Bispo (PSD) é o que se pode chamar de um sujeito bom de garfo. O parlamentar pessedista não dispensa um robusto café da manhã antes de começar as visitas aos amigos nos povoados itabaianenses. Neste último final de semana, Bispo e o vereador Anderson Pereira (PSD) traçaram um cuscuz com carne e ovos no Quiosque de Pipiu. Aqui pra nós, deu água na boca. Arre égua!


JB sai da toca


Após um bom período afastado dos eventos políticos, o ex-governador Jackson Barreto (MDB) voltou a prestigiar solenidades promovidas pelo governo do presidente Lula da Silva (PT). Na última sexta-feira, por exemplo, JB fez questão de participar em Aracaju do lançamento estadual do Plano Safra da Agricultura Familiar 2023-2024, organizado pelo Banco do Nordeste. O evento foi prestigiado pelo ministro Márcio Macedo (PT), o presidente do BNB, Paulo Câmara, a ex-vice-governadora Eliane Aquino (PT), o deputado federal João Daniel (PT), entre outros menos votados. Aff Maria!


Sarapatel de coruja


Com raríssimas exceções, as coligações políticas feitas em Sergipe parecem mais um indigesto sarapatel de coruja. Em 2024, o eleitor vai se deparar com alianças de todos os tipos e gostos. Esse indigesto prato partidário, temperado no capricho para enganar o cidadão, visa garantir um bom vinho e melhor caviar aos candidatos eleitos. Depois das posses, os cozinheiros desse sarapatel de coruja vão esconder a mesa farta e dizer ao povo simplesmente: “Nem vem de garfo, que hoje é dia de sopa”. Home vôte!


Festa das Retomada


Os indígenas sergipanos comemoram, sábado passado, a Festa da Retomada, que lembra a data em que o seu povo retomou a Ilha de São Pedro, no município de Porto da Folha. Foi um dia de celebração e manifestação da cultura dos Xokó. “Comemoramos todos os anos porque foi a partir da Retomada, em 1979, que reconquistamos a nossa liberdade. Mas, isso custou caro. Sofremos ameaças e perseguições, além de termos sido impedidos de dançar e cantar o nosso Toré”, afirma Lindomar Xokó. Cerca de 400 indígenas vivem nas Ilhas São Pedro e Caiçara. Supimpa!


Infância perdida


Quase 14% das meninas brasileiras de seis a 14 anos afirmam trabalhar ou já ter trabalhado para terceiros. Pesquisa contratada pela Ong inglesa Plan International revela que uma em cada três meninas disse não ter tempo suficiente para brincar e estudar. Mais de 37% das entrevistadas que dizem trabalhar prestam serviço na casa de outras pessoas, cuidando das crianças, fazendo faxina e outras atividades domésticas. Cerca de 5% das pesquisadas revelaram que trabalham nas ruas vendendo coisas e recolhendo material reciclável. Só Jesus na causa!


Ranking da vergonha


Em Sergipe, cerca de 250 mil pessoas com idade acima de 15 anos não sabem ler nem escrever, colocando o estado como o 6º do país em taxa de analfabetismo. Essa triste realidade foi lamentada pela deputada Linda Brasil (Psol) ao destacar a passagem do Dia Mundial da Alfabetização, comemorado no último sábado. A parlamentar afirmou que o mandato dela luta por um Sergipe livre do analfabetismo, em defesa de investimentos na educação, além de combater o preconceito contra pessoas analfabetas. Com a palavra, a Secretaria Estadual da Educação. Cruz, credo!


コメント


bottom of page