top of page
  • Foto do escritorLuxo Aju

Política by Adiberto de Souza

Prefeito de Aracaju é alvo do fogo amigo


Desde que lhe foi dado o direito de indicar o candidato de grupo político à sua sucessão que o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PDT), tem sido alvo do chamado fogo amigo. Disparados no escuro, os petardos nem sempre deixam os rastros dos atiradores. Alguns governistas mais afoitos têm “plantado” notinhas na imprensa contra a gestão de Nogueira. Também insinuam pelas esquinas que ele não lidera, é um político coadjuvante e, portanto, não deve ser a última palavra sobre o processo sucessório da capital. Experiente, Edvaldo vem empurrando com a barriga o debate sobre pré-candidaturas majoritárias, comportamento apoiado por muitos aliados, a exemplo do governador Fábio Mitidieri (PSD). Este, aliás, conseguiu colocar panos quentes numa recente ameaça de motim feita por alguns integrantes da Câmara Municipal, todos partidários da pré-candidatura a prefeito do vereador Nitinho Vitale (PSD). Resta saber se a estratégia do silêncio conterá os ânimos dos mais arrojados até o início de 2024. Além disso, persiste a dúvida sobre se os líderes governistas serão capazes de manter o barco unido quando Nogueira apontar o nome para concorrer à Prefeitura. Creudeuspai!


Cadê a água?


O deputado federal João Daniel (PT) externou a sua preocupação com a falta d’água no sertão sergipano. Em discurso na Câmara Federal, o petista disse ser necessário que o governo estadual implemente uma política forte, visando a garantia de investimentos para melhorar o abastecimento da região. Daniel lamentou que milhares de sergipanos passem sede mesmo residindo próximo ao Rio São Francisco. De acordo com ele, o abastecimento é suspenso com frequência pela Companhia de Saneamento (Deso), deixando vários municípios do semiárido sem água tratada por longas horas. Misericórdia!


Grana na mão


A Prefeitura de Aracaju pagará amanhã a folha salarial referente a este mês de setembro. Além do salário, também será creditado em conta dos servidores a primeira parcela do décimo terceiro para quem aniversaria nos meses de novembro e dezembro. A Prefeitura informou que pagará ainda o piso da Enfermagem, retroativo ao mês de maio. Falando em grana, desde ontem o governo de Sergipe paga a folha salarial deste mês. Ah, bom!


Pirão de traíra


Nessa época de certa calmaria política, a traída tem sido a espécie mais presente em muitas mesas. Carnívoro por excelência, este peixe prefere agir nas sombras, onde é mais fácil dar o bote em sua presa. Aos que pensam em degustar a carne branca da traíra, é bom ter cuidado, pois suas espinhas são menores do que os da maioria dos peixes, tornando difícil a sua identificação, podendo passar despercebidas e engasgar os políticos mais afoitos. Devido a elevada temperatura, o pirão de traída também já queimou a boca de muitos pré-candidatos falastrões. Arre égua!


Dois a um


Dos três senadores de Sergipe, apenas Laércio Oliveira (PP) votou favorável ao projeto de lei que prevê o marco temporal das terras indígenas. Pela proposta, os povos indígenas só poderão reivindicar a posse de áreas que ocupam se comprovarem que moravam nelas desde antes de 5 de outubro de 1988, data da promulgação da Constituição. Na prática, se as comunidades não comprovarem que estavam nas terras naquela data, poderão ser expulsas. Home vôte!


Prefácio de Sarney


O ex-presidente José Sarney (MDB) vai prefaciar o livro escrito por Antônio Camilo sobre a história do ex-governador de Sergipe, Antônio Carlos Valadares (PSB). No encontro com Sarney para convidá-lo a fazer o prefácio da biografia, Vavá lembrou que o emedebista foi o único presidente da República a visitar Simão Dias, tendo lançado no município sergipano um programa de construção de cisternas para todo o Nordeste. Segundo Valadares, foi graças ao governo de Sarney que ele conseguiu, enquanto governador, construir cerca de 22 mil casas populares. Então, tá!


Dinheiro pra cima


Como perguntar não ofende: a quantas anda o inquérito aberto pelo Ministério Público de Sergipe para apurar uma reprovável conduta do deputado estadual Cristiano Cavalcante (União). Líder do governo na Assembleia Legislativa, o parlamentar jogou dinheiro pra cima no meio de pessoas pobres, que se engalfinharam no chão para pegar as cédulas. Ocorrido em maio passado, o grotesco episódio repercutiu negativamente e estimulou o MPE a investigá-lo, só que não se falou mais no rumoroso assunto. Por que será? Danôsse!


Festa da colheita


A Festa da Colheita, que celebra a produção de arroz agroecológico em Sergipe, tem este ano um motivo a mais para comemorar: pela primeira vez na história, uma comunidade quilombola acessará recursos do Programa de Aquisição de Alimentos, do governo federal. Será celebrado um contrato no valor de R$ 650 mil para a aquisição do arroz agroecológico produzido na comunidade. A solenidade está marcada para amanhã, na comunidade quilombola de Resina, município de Brejo Grande. Segundo a Cáritas Brasileira Regional Nordeste 3, é esperada a colheita de cerca de 180 toneladas de arroz agroecológico. Supimpa!


Na terra de Neruda


E quem está no Chile é o deputado estadual Georgeo Passos (Cidadania). Foi participar de um encontro entre parlamentares do Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai, para debater sobre saúde, particularmente o tratamento contra o câncer. Pelas redes sociais, Passos informou que o evento tem permitido “uma troca de experiência excelente, tanto na sede do governo regional, como na Faculdade de Medicina da Universidade de Valparaíso, no Chile”. O encontro é promovido pela União de Parlamentares Sul-Americanos e do Mercosul. Aff Maria!


Segurança em debate


E o senador Alessandro Vieira (MDB) deu com os costados no gabinete do ministro da Justiça, Flávio Dino. Os dois trataram sobre recursos para a segurança pública de Sergipe. Também discutiram em torno do projeto de Vieira que garante segurança às crianças e adolescentes em ambientes digitais. O senador afirmou que a segurança é uma pauta prioritária do mandato dele. Ambos não falaram sobre a vaga aberta no Supremo Tribunal Federal, mas se Flávio Dino for indicado pelo presidente Lula da Silva (PT) para substituir a ministra Rosa Weber, certamente Alessandro terá a visita retribuída logo, logo. Marminino!


ความคิดเห็น


bottom of page