top of page
  • Foto do escritorLuxo Aju

Política by Adiberto de Souza



O povo começa a se interessar pelas eleições de Aracaju


Os aracajuanos começaram a se interessar pelas eleições de 2024, quando serão eleitos um novo prefeito ou prefeita e 26 vereadores. Quando a conversa resvala para a política, os participantes logo questionam quais serão os candidatos à cadeira ocupada hoje pelo pedetista Edvaldo Nogueira. Ninguém tem resposta para esta indagação, pois até as convenções partidária, lá para a metade de 2024, muita água passará por debaixo da ponte. Ademais, nomes colocados hoje como pré-candidatos não passam de balões de ensaio. Alguns políticos se dizem interessados em disputar a Prefeitura, mas no fundo querem mesmo é tentar uma vaga na Câmara Municipal. Com o quadro completamente indefinido, é impossível arriscar até o número de postulantes na próxima disputa majoritárias de Aracaju. No pleito de 2020 foram 11 candidatos, dos quais nem cinco tinham chances reais na eleição. Portanto, não acreditem quando alguém jurar que fulano será candidato a prefeito ou que beltrano não tem qualquer chance. Em política tudo é possível, principalmente se tiver a bênção dos chamados caciques. O resto é conversa mole para boi dormir. Aff Maria!


Sergipano dançou


O sergipano Andrey Lemos foi exonerado da diretoria de Prevenção e Promoção da Saúde do Ministério da Saúde após uma apresentação com dança erótica em evento promovido pela pasta. Antes de ir para o governo do presidente Lula da Silva (PT), Andrey foi assessor parlamentar na Câmara de Vereadores de Aracaju e ocupou um cargo comissionado na Secretaria da Saúde da capital sergipana. O vídeo mostrando uma dançarina fazendo uma coreografia erótica no centro do palco, foi exibido durante o 1º Encontro de Mobilização da Promoção da Saúde no Brasil. Crendeuspai!


Luto


O corpo da juíza de Direito Áurea Corumba de Santana será sepultado, às 11 horas de hoje, no Cemitério Colina da Saudade, em Aracaju, onde está ocorrendo o velório. A magistrada morreu, ontem, de causa não divulgada. A juíza pertencia a uma família de conhecidos comerciantes de Sergipe, fundadores do tradicional Armazém Corumba, instalado inicialmente no município sergipano de Maruim e depois transferido para Aracaju, no final da década de 70. Descanse em paz!


Mitidieri não assusta


O deputado estadual Georgeo Passos (Cidadania) lamentou que o ‘Programa Prato do Povo’, concedido para atender os sergipanos carentes, continue sendo apenas uma promessa: “Até agora, nenhuma refeição foi servida pelo Programa. E se brincar, poderemos ter aí um Natal com fome para essas pessoas”, fustigou. Entrevistado pelo site Universo Político, Georgeo disse não se assustar com os discursos do governador Fábio Mitidieri (PSD). Na semana passada, após críticas feitas pelo deputado às deficiências do Hospital João Alves Filho, o pessedista acusou Passos de fazer palanque político de olho nas eleições de 2024, em Ribeirópolis. “O governador não nos intimida”, alertou Georgeo. Misericórdia!


Água pelo ladrão


Quase metade da água tratada pela Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) é furtada ou escorre pelo ralo do desperdício. No país, conforme estudo do Instituto Trata Brasil, as perdas na distribuição estão em torno de 38%. Esse percentual significa mais de sete mil piscinas olímpicas de água potável perdidas todos os dias. Sergipe perde boa parte da água produzida pela Deso com vazamentos, ligações clandestinas e falhas de leitura de hidrômetro. Pior é que a estatal não investe em campanhas educativas visando reduzir o desperdício de líquido tão precioso. Só Jesus na causa!


Birita cara


As bebidas alcóolicas trazem embutidas nos preços uma enorme carga tributária. Pesquisa do IBPT aponta as biritas com as maiores incidências de impostos no Brasil: cachaça (76,66%), chope (62,20%) e cerveja (55,60%) lideram a lista. Talvez seja por isso que tem diminuído o número de biriteiros profissionais. Com essa, só pedindo uma dose de uma legítima cachaça mineira para começar bem o dia e esquecer tamanha carestia. Cruz, credo!


Indecisão petista


O coordenador da Delegacia de Desenvolvimento Agrário em Sergipe, Camilo Daniel (PT), ainda não anunciou se trocará o cargo federal para substituir a vereadora aracajuana Ângela Melo (PT), que morreu na última sexta-feira. Caso atenda ao apelo feito pela ex-deputada estadual Ana Lúcia (PT), Camilo assume a cadeira no Legislativo: “Ângela ficará feliz com você, Camilo, assumindo o mandato”, afirmou a ex-parlamentar petista. Caso, ele resolva continuar no cargo federal, a vaga aberta com a morte da vereadora poderá ser ocupada pelo segundo suplente do PT, Jeferson Lima. Aguardemos, portanto!


Mal na fita


O governo de Sergipe não vem pagando aos fornecedores e alguns prestadores de serviços já fazem ameaças. Esta informação é do acreditado jornalista Gilvan Manoel. Em artigo “Sem realizações, Mitidieri queima o primeiro ano de seu governo”, publicado no Jornal do Dia, o comunicador também revela que o governador Fábio Mitidieri (PSD) está fechando o primeiro ano de gestão “sem nada para mostrar. Principalmente depois do ritmo frenético adotado pelo antecessor, Belivaldo Chagas (PSD), que concentrou todas as realizações no último ano de governo”. Marminino!


Fogo amigo


Os pré-candidatos a prefeito terão que sobreviver ao primeiro obstáculo: o fogo amigo, bem mais perigoso por ser disparado no escuro e à queima roupa. Diferentes dos adversários que, posicionados do lado oposto, atiram com estardalhaço, os “amigos” agem na surdina para desconstruir o projeto do correligionário. Os pretensos postulantes à cadeira de prefeito que sobreviverem às estocadas aliadas de agora, chegarão fortalecidos às convenções de junho de 2024 e estarão prontos para o grande embate do próximo ano. Ah, bom!


É feia a crise!


O prefeito de Aquidabã, Mário Lucena (Republicanos), decidiu decretar estado de emergência no município pelos próximos três meses. Garante que a medida visa permitir que a gestão continue honrando os salários dos servidores e mantendo os serviços básicos do município. Lucena alega que a crise financeira na Prefeitura foi provocada pela queda das receitas municipais, especialmente as provenientes do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e do Fundeb, que garante a manutenção da educação básica. O prefeito também se queixa do sequestro de rcursos para pagar precatórios. Então, tá!

Comentarios


bottom of page