top of page
  • Foto do escritorLuxo Aju

Política by Adiberto de Souza



PT decide não comer mais no prato de Mitidieri


Convocada para discutir a participação do partido nas eleições de Aracaju, a plenária realizada pelo PT definiu apenas que terá candidatura própria na capital sergipana. Embora tenha sido o motivo da convocação, o tema passou ao largo sobre definição de nomes para a disputa majoritária, embora alguns tenham sido citados. Chamou a atenção na plenária o inflamado discurso do senador Rogério Carvalho conclamando os companheiros a fazer oposição radical ao governador Fábio Mitidieri (PSD). Quem ouviu o parlamentar chegou a pensar que o PT vem fazendo uma oposição meia boca à gestão do pedessista. O tom da oratória do senador também permitiu suspeitar que o distinto ainda não digeriu a derrota sofrida na disputa pelo governo de Sergipe. Bem, mas como a plenária convocada para discutir a sucessão em Aracaju não foi a fundo sobre possíveis pré-candidaturas, e todos concordaram que o PT precisa se opor ao governo estadual, conclui-se que, a partir de agora, Rogério, João Daniel, Márcio Macêdo, Eliane Aquino e outros menos votados não vão mais se fartar com um apetitoso almoço na casa dos Mitidieri, como fizeram alegremente em março passado. Aliás, depois daquele bem servido regabofe aos vermelhinhos, as más línguas se apressaram em espalhar pelas equinas do estado que o PT come na mão do governo de Sergipe. Misericórdia!


Não faça o que faço


Ainda repercute entre os sergipanos o motivo da exoneração de Waltenis Braga Júnior da superintendência do Hospital de Urgência de Sergipe. Questionado por que deu cartão vermelho ao auxiliar, o governador Fábio Mitidieri (PSD) explicou ter ficado contrariado com a festa promovida por Waltenis no estacionamento do hospital. O motivo alegado surpreendeu, pois ninguém mais do que o governador adora uma festança, a ponto de a sua animação ser criticada pelos adversários. A não ser que Mitidieri seja adepto do ditado popular: “Faça o que digo, mas não faça o que faço”. Crendeuspai!


UFS em Estância


A Câmara Municipal de Estância promove, hoje, uma audiência pública para discutir a instalação naquele município de um campus da Universidade Federal de Sergipe. O evento será prestigiado pelo reitor da UFS, professor Valter Joviniano. A implantação de uma unidade da instituição de ensino é um sonho antigo dos estancianos. Desde quando era deputado estadual, o prefeito Gilson Andrade (PSD) defende que se instale um campus de engenharias naquele município. Parece que finalmente este sonho se tornará realidade. Legal!


Fica com quem?


O secretário especial de Representação de Sergipe em Brasília, Sérgio Reis (PSD), está mesmo disposto a disputar a Prefeitura de Lagarto. O ilustre já comunicou, inclusive, a sua pretensão ao presidente nacional do partido, Gilberto Kassab. Resta saber se o governador Fábio Mitidieri (PSD) subirá no palanque do auxiliar mesmo sendo aliado de primeira hora da família Ribeiro, que administra Lagarto, tem um deputado federal e integra a base de apoio ao governo na Assembleia. Será que, para não contrariar os Reis nem os Ribeiro, o governador imitará os tucanos e ficará em cima do muro nas eleições lagartenses? Cruz, credo!


Juntos e separados


Engana-se quem aposta numa inimizade entre o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PDT), e o vereador Nitinho Vitale (PSD. É vero que o parlamentar não perde uma oportunidade para descer a madeira na gestão do pedetista, porém quando ambos se encontram não faltam apertos de mão, tapinhas nas costas e abraços. Foi o que aconteceu, sábado passado, durante a apresentação da logística da Prefeitura e do governo estadual para o Pré-Caju, um carnaval fora de época que acontece esta semana. Resta saber se Edvaldo e Nitinho vão brincar a folia no mesmo bloco ou ficarão em camarotes diferentes. Marminino!


Devo não nego...


A Unigel, empresa que administra as fábricas de fertilizantes nitrogenados (Fafen’s) de Sergipe e da Bahia, está tentando obter uma nova extensão do prazo para pagar uma elevada dívida de US$ 23,2 milhões. Esse montante se refere ao cupom de juros dos títulos emitidos no exterior com vencimento em 2026. O jornal Valor Econômico informou que a patroquímica está tendo dificuldades para conseguir um acordo com os credores. Segundo a reportagem, a situação aumenta a pressão para levantar novos recursos, seja com credores ou por meio da venda de ativos. Só Jesus na causa!


Orai por eles e elas


Como dizem as colunistas sociais, os políticos de A a Z deram com os costados na Igreja dos Capuchinhos, em Aracaju, durante as festas em homenagem a São Judas Tadeu. Muitos pediram ao santo das causas impossíveis para se elegerem em 2024, enquanto outros rezaram pelo sucesso dos governos que apoiam. Como sempre acontece nestes eventos religiosos, os políticos não tiraram um olho de São Judas e o outro dos fieis eleitores. Amém!


Din-Din


O prefeito de Laranjeiras, José de Araújo Leite Neto, o “Juca” (MDB), acaba de lançar o cartão Din-Din, em substituição às cestas básicas distribuídas pela Prefeitura. O programa nasce sendo considerado o maior na área social já implantado naquele município. Inicialmente, o Din-Din está beneficiando 1,2 mil famílias, cada uma recebendo o cartão com um crédito mensal de R$ 130. A previsão é que, até o final de dezembro, o programa beneficie três mil famílias carentes, representando uma injeção de R$ 390 mil na economia laranjeirenses, pois os beneficiados farão compras no comércio local. Supimpa!


Palanque eletrônico


Políticos com ou sem mandato estão alugando horários nas rádios e televisões de Sergipe. Como sempre ocorre nos períodos pré-eleitorais, os fidalgos e as distintas transformam as emissoras em verdadeiros palanque eletrônicos. Os programas apresentados por eles e elas criticam os adversários, apoiam causas populares e apresentam suas propostas políticas. Quando as eleições terminam, esses falsos comunicadores encerram os contratos com as emissoras, prometendo retornar nos pleitos seguintes. Você conhece alguém com esse perfil demagógico? Aff Maria!


Boca de siri


A Secretaria da Educação de Sergipe ainda não explicou ao distinto público o polêmico aluguel de um imóvel em Aracaju para instalar seu almoxarifado. Na semana passada, o deputado estadual Georgeo Passos (Cidadania) denunciou que a Secretaria teria rescindido o aluguel de um imóvel por R$ 12 mil para alugar outro por R$ 120 mil e com a mesma finalidade. “Embora o governo esteja bem, do ponto de vista fiscal e financeiro, na minha avaliação, não podemos desperdiçar dinheiro público”, discursou o cidadanista. O silêncio da SEED permite suspeitar que a denúncia de protecionismo governamental levantada pelo deputado tem fundamento. Home vôte!

Comments


bottom of page