top of page
  • Foto do escritorLuxo Aju

Política by Adiberto de Souza

Dividida, a oposição de Aracaju pode dar com os burros n’água


Diferente do bloco da situação, que não se cansa de discutir as eleições de 2024 em Aracaju, a oposição marca passo, como se esperasse por um possível rompimento da base governista. Tirando um ou outro projeto pessoal, não existe uma mobilização do grupo com foco na disputa pela cadeira ocupada hoje pelo prefeito Edvaldo Nogueira (PDT). Muito pelo contrário: o que se observa são desentendimentos internos, lavagem de roupa suja em público e lançamentos de balões de ensaio sem a mínima chance de decolar. Caso permaneçam alimentando este espírito beligerante entre eles mesmos, os oposicionistas aracajuanos podem repetir o fracasso eleitoral de 2020, quando foram para a disputa eleitoral divididos e deram com os burros n’água. Misericórdia!


Desemprego em massa


O Sindicato dos Trabalhadores da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) garante que a privatização de parte da estatal resultará na demissão de mil empregados e no reajuste da tarifa paga pelo consumo de água. A ideia do governo Mitidieri é entregar à iniciativa privada a distribuição da água tratada, a coleta e o tratamento de esgoto, hoje sob a responsabilidade da Deso. Sobre o desemprego em massa denunciado pelo sindicato, o governo jura de pés juntos que isso não ocorrerá. Aguardemos, portanto!


Paraíso em construção


As línguas ferinas andam espalhando pelas esquinas da nossa Barbosópolis que alguns marqueteiros já trabalham na elaboração das promessas que vestirão os candidatos à Prefeitura de Aracaju. E o que não faltam são ideias a serem expostas no rádio e na televisão durante a campanha eleitoral que se avizinha. Os marqueteiros só não informarão onde os postulantes à cadeira de prefeito vão conseguir os recursos para transformar a capital sergipana num verdadeiro paraíso. Isso, contudo, é de somenos importância para quem deseja apenas conseguir os votos dos eleitores incautos. Home vôte!


Triste sina


“Quando a lama virou pedra/ E Mandacaru secou/ Quando o ribação de sede/ Bateu asa e voou/ Foi aí que eu vim me embora/ Carregando a minha dor”. Na música “Paraíba”, Luiz Gonzaga retrata o calvário das vítimas da seca, que devasta quase tudo, menos a esperança do sertanejo, temente a Deus e mais confiante em seu “padin Ciço” do que nas promessas dos homens. Amém!


Fique ligado


A compra de fogos de artifício é muito comum para as comemorações do Réveillon que se avizinha, porém o uso destes artefatos requer cuidados. O Corpo de Bombeiros alerta que o uso dos produtos sempre é arriscado, nunca devendo ser associado ao consumo de bebidas alcoólicas. Os adultos também não podem deixar crianças brincarem sozinhas com fogos de artifício e devem sempre seguir as instruções trazidas nas embalagens. Quem avisa, amigo é!


Quem te viu...


Veja como o mundo dá voltas: em 2018, o então candidato a governador de Sergipe, Milton Andrade, bradava que o órgão que mais trabalhava no governo era o Diário Oficial do Estado, responsável pela publicação das nomeações de centenas de apadrinhados do governador de plantão. O discurso de opositor rendeu ao fidalgo bolsonarista apenas uma cuia de votos, deixando-o na quinta posição entre os nove candidatos. Anos depois, o hoje presidente da Agência Sergipe de Desenvolvimento deixou a oposição e, na condição governista, acabou figurando entre os inúmeros comissionados com os nomes estampados em portarias publicadas no Diário Oficial. Crendeuspai!


Balanço petista


E quem vai reunir a imprensa sergipana é o ministro Márcio Macêdo (PT). Será às 8h30 do próximo sábado, no Sindicato dos Bancários, centro de Aracaju. O distinto vai fazer um balanço das ações desenvolvidas em Sergipe pelo governo do presidente Lula (PT). Certamente, Macêdo aproveitará o encontro com os coleguinhas para falar sobre a possibilidade de a tendência petista “Construindo um Novo Brasil”, liderada por ele, apresentar a ex-vice-governadora Eliane Aquino (PT) como candidata à prefeitura de Aracaju. Ah, bom!


Futuro incerto


A classe política não passa um dia sem falar nas eleições do ano que vem, embora todos saibam que daqui pra lá muita água passará por debaixo da ponte. Outros políticos mais comedidos preferem agir em silêncio, costurando alianças que só serão reveladas quando as eleições estiverem mais próximas. Independente dessas marchas e contramarchas, é impossível dizer agora quem estará com quem em 2024, principalmente porque os pré-candidatos terão uma janela para trocar de partidos. Cruz, credo!


Rango 0800


Essa informação interessa aos coleguinhas chegados a uma comilança 0800: o governador de Sergipe, Fábio Mitidieri (PSD), receberá, amanhã, jornalistas e radialistas para um bem fornido café da manhã. Durante o regabofe, o fidalgo fará um balanço do primeiro ano do governo e dará detalhes da reunião que terá hoje, com o secretariado e dirigentes de órgãos públicos para avaliar a atuação de cada um nestes 12 meses de gestão. Custeado pelos contribuintes, o rango está agendado para às 7 horas, num hotel de luxo da praia de Atalaia. Marminino!


Nova revista


Será lançada hoje, a primeira edição da revista Caçuá Cultural, produzida e editada pela Imprensa Oficial de Sergipe (Iose). Totalmente voltada a aspectos culturais do estado, a publicação apresenta textos e imagens que englobam a música, dança, literatura, teatro, folclore e várias outras vertentes da cena cultural sergipana. O lançamento ocorrerá, às 10 horas, na sede da Impresa Oficial, centro de Aracaju. Segundo Francisco Gualberto, presidente da Iose, a revista abrirá espaço para todas as pessoas que produzem arte e que nem sempre têm a oportunidade de mostrar ao público. Então, tá!


Lorota de botequim


De um bebinho, num boteco sujo da zona norte de Aracaju: “Se todos os agentes de segurança dispostos a disputar as eleições na capital confirmarem as candidaturas, a campanha eleitoral de 2024 pode acabar virando um caso de Polícia”. Cala-te boca!



Comments


bottom of page