top of page
  • Foto do escritorLuxo Aju

Política by Adiberto de Souza



Políticos e partidos aguardam a abertura da janela


Ainda é muito cedo para apostar em quais partidos estarão os políticos nas eleições de 2024. Muitos aguardam apenas a abertura da janela partidária, em março do ano que vem, para pular a cerca. Com base nas conversas de bastidores é possível suspeitar que o troca-troca de siglas será movimentadíssima, principalmente entre os atuais vereadores e pré-candidatos às câmaras municipais. Visando garantir a candidatura e também uma eleição mais fácil, muitos políticos já estão negociando, à boca miúda, novos endereços partidários. O pleito de 2020, o primeiro sem as coligações na disputa proporcional, serviu de lição para muita gente. Como esta regra continuará valendo para 2024, os partidos terão que analisar com cuidado a montagem das chapas para eleger um maior número de candidatos. E os políticos vão precisar de muita sensibilidade na hora de trocar de legenda para não acabar dando com os burros n’água, como aconteceu nas últimas duas eleições com muitos políticos que se achavam bons de voto. Misericórdia!


Mais grana


O governo de Sergipe vai administrar em 2024 um orçamento de R$ 15 bilhões, 13,06% maior do que o deste ano, que foi de 13,3 bilhões. Do montante aprovado, semana passada, pelos deputados estaduais, Quase R$ 6 bilhões serão destinados às áreas de Saúde, Educação e Segurança Pública, correspondendo a R$ 39,7% do Orçamento. Mais de R$ 1,6 bilhão do Orçamento para 2024 serão aplicados em investimentos, enquanto R$ 128 milhões vão custear as emendas parlamentares. Ah, bom!


Dinheiro pelo ralo


Onze obras financiadas pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) estão paralisadas em Sergipe. Este número já foi bem maior: em maio deste ano, o estado tinha 45 obras federais na área de educação inacabadas e paralisadas, entre creches e pré-escolas; 10 escolas de ensino fundamental; um de ensino profissionalizante, além de 13 novas quadras esportivas ou coberturas de quadras. Segundo reportagem do portal Metrópoles, em todo o Brasil estão parados um mil empreendimentos federais, entre escolas e creches. Aff Maria!


UFS mal na fita


A Universidade Federal de Sergipe é a vice-lanterna entre as 50 instituições de ensino superior do Brasil avaliadas pelo Ranking de Universidades Empreendedoras (RUE) 2023, divulgado pela Confederação Brasileira de Empresas Juniores. Já a Universidade Tiradentes (Unit) é a quinta melhor do Nordeste entre as públicas e privadas, quando o assunto é empreender. O RUE avalia e classifica as universidades de acordo nos quesitos cultura empreendedora, inovação, extensão, infraestrutura, capital financeiro e internacionalização. Segundo o Ranking Universitário da Folha, a Unit também foi considerada a melhor universidade particular do Nordeste. Então, tá!


Descaso fedorento


E 2023 vai acabar na próxima semana sem que tenha sido inaugurado o terminal pesqueiro, alí ao lado dos mercados centrais de Aracaju. Tão aguardada por comerciantes de pescado, marisqueiras e consumidores, a obra virou um elefante branco e fedorento. Muito fedorento. Pior, embora já tenha consumido R$ 7 milhões, o terminal não tem previsão para ser concluído. O resultado deste descaso é um prédio 97% pronto, mas fechado e cercado por barracas improvisadas, onde pescadores e marisqueiras limpam e vendem seus produtos em meio a esgotos entupidos e uma fedentina assustadora. Só Jesus na causa!


Pesquisas a migué


O eleitor pode se queixar de tudo, menos da variedade de pesquisas de intenção de votos colocadas à disposição do povo, tanto em Aracaju quanto no interior do estado. Dia sim outro também, os institutos apresentam percentuais para todos os gostos. Umas consultas garantem que fulano vai ganhar já no primeiro turno, outras juram que beltrana é a queridinha dos aracajuanos. Tem pesquisa dando como certo que cicrano passeará nas urnas, tamanho é o seu favoritismo. Portanto, em meio a esses índices suspeitos, talvez o eleitor fique melhor informado se consultar uma cartomante ou pedir orientações àquela cigana que adivinha o futuro dos tolos nos mercados e feiras livres de Sergipe. Arre égua!


Trans sergipana


A doutora em educação Dayanna Louise, mulher trans pernambucana, vai receber o título de cidadã sergipana tão logo a Assembleia encerre o recesso parlamentar. Day, como é chamada entre os íntimos, trabalha no gabinete da deputada estadual Linda Brasil (Psol), autora do Projeto de Resolução concedendo o título de cidadania. Recentemente, a nova sergipana sofreu ataques transfóbicos de uma vereadora, que conseguiu convencer a maioria da Câmara Municipal do Recife a rejeitar o título de cidadão recifense simplesmente por Dayanna ser uma mulher trans. Desconjuro!


“Negão” homenageado


A Prefeitura da Barra dos Coqueiros inaugura, hoje, o monumento em homenagem ao saudoso ex-governador João Alves Filho, idealizador da ponte ligando aquele município a Aracaju. O “Negão”, como o ex-gestor gostava de ser chamado, inaugurou a obra em setembro de 2006. Trata-se de um projeto arrojado para os padrões locais e que empregou em sua construção quase mil trabalhadores. A ponte tem aproximadamente 3,5 quilômetros de extensão e possui três faixas de tráfego em cada sentido, além de passarelas para pedestres e ciclistas. O monumento em homenagem a João Alves Filho será inaugurado às 16h, no pórtico da Barra. Prestigie!


Pecado da carne


De um bebinho, protestando num boteco de Aracaju contra o tira-gosto fuleiro: “Também, num país onde, até outro dia, havia mais gente na fila do osso do que no frege-moscas da esquina, esse prato de pé de galinha é luxo”. E o pinguço tem lá suas razões, pois um churrasco corrido aqui na terrinha custa a bagatela de R$ 75, sem contar os 10% do garçom e o couvert artístico. Por esse preço, podem abolir o pecado da gula!

Commentaires


bottom of page