top of page
  • Foto do escritorLuxo Aju

Política by Adiberto de Souza



Vítima de golpe


O prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PDT), voltou a denunciar criminosos que seguem utilizando seu nome e sua foto em contato de WhatsApp na tentativa de aplicar golpes. Além de mensagens de texto, os mequetrefes estão fazendo ligações tentando se passar pelo pedetista e solicitando valores para uma suposta campanha de vacinação. Edvaldo reafirmou que não mudou o número do seu telefone celular. Ele orienta as pessoas a bloquearem e denunciarem mensagens de WhatsApp, em seu nome, de número telefônico que não seja o seu. Misericórdia!


Meu paipai


O ex-prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho (PL), disse o que todo mundo já sabia: o filho dele, ex-deputado estadual Talysson de Valmir (PL), é pré-candidato à Prefeitura de Areia Branca. Também ontem, foi divulgado que o pré-candidato conta com o apoio dos vereadores areia-branquenses Vaninha de Joacir, Francisco Chagas, Milton da Mercedinha e Sil do Posto de Saúde. As eleições deste ano serão uma prova de fogo para a liderança de Valmir, pois além de vencer a disputa pela Prefeitura de Itabaiana ele terá que eleger o herdeiro no município vizinho. Aff Maria!


Abaixo o churrasco


A picanha, a fraldinha e a maminha assadas na brasa, símbolos de um bom churrasco, estão se tornando inimigas do clima. É que a carne, desde a criação do gado até a mesa, é responsável pela liberação de grande quantidade de gases que causam o aquecimento global. Segundo o Observatório do Clima, os impactos provocados pela agropecuária respondem por 69% das emissões de gases de efeito estufa do Brasil. Diante disso, a recomendação é que o consumo de carne de boi seja menor e a produção mais eficiente. Danôsse!


De olho na Prefeitura


E quem visitou o ex-governador Belivaldo Chagas (PSD) foi o vereador aracajuano Fabiano Oliveira (PP). “A política é a arte de dialogar”, escreveu o petista após o encontro com o “Galeguinho”, que vem a ser o presidente estadual do PSD. Chagas também é peça importante na hora de se decidir quem será o candidato a prefeito de Aracaju pelo bloco governista. Bem articulado, principalmente juntos aos vereadores de Aracaju, Fabiano é o nome preferido do partido dele para disputar a cadeira ocupada hoje pelo prefeito Edvaldo Nogueira. Ah, bom!


Quer ser vice?


Já notaram como ninguém se insinuou ainda para disputar o cargo de vice-prefeito de Aracaju? Todo mundo só quer se candidatar à chefia do Executivo. Tido como reserva, a vice não deixa de ser um bom trampolim político. Eleitas vices do prefeito Edvaldo Nogueira (PDT), Eliane Aquino (PT) e Katarina Feitoza (PSD) foram catapultadas, respectivamente, à vice-governadoria e à Câmara Federal. Portanto, mesmo desprestigiado pela classe política, o cargo de vice sempre foi o caminho mais curto para se chegar à titularidade. Que o digam os ex-vice-presidentes da República, José Sarney, Itamar Franco e Michel temer. Cruz, credo!


Jogo bruto


Os pré-candidatos às 75 prefeituras de Sergipe já começaram a botar defeito nos possíveis adversários. Preocupados unicamente em conquistar a simpatia do eleitorado, os políticos – claro que há exceções – vivem lançando todo tipo de ataques contra os opositores. Como as denúncias nunca são fundamentadas, a Justiça Eleitoral não valoriza muito as calúnias lançadas ao vento, pois aprendeu que no saco de gatos político ninguém é santo e não há espaço para a madre superiora. Muito pelo contrário: nesse jogo bruto da política o que existe mesmo é cobra engolindo cobra. Marminino!


A terra do gás


Todo mundo está de olho no grande volume de gás a ser produzido em Sergipe nos próximos cinco anos. Para se ter uma ideia do que isso significa, o estado deve movimentar 40 milhões de m³ por dia de gás, equivalentes a quatro vezes a capacidade de consumo de todo o Nordeste. E o governo sergipano não se cansa de comemorar o fato de o estado ter sido contemplado pela natureza com tão volumosa jazida de gás natural. Pode-se dizer que o impacto econômico da exploração do gás natural na bacia de Sergipe equivale ao primeiro campo de petróleo explorado na costa sergipana. Supimpa!


Tapa na macaca


O porte de drogas para consumo próprio não poderá ser considerado para agravar a pena se a mesma pessoa for flagrada novamente com a mão na “massa”. Ao contrário do que alguns dizem por aí, o caráter de reincidência desses casos já foi afastado, há muito tempo, pelo Superior Tribunal de Justiça. Pelo entendimento do STJ, “a punição deve se limitar a advertência sobre os efeitos das drogas, prestação de serviços à comunidade ou participação em curso educativo”. Então, tá!


Alvo errado


A oposição tem gastado muita munição com o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PDT), que está em fim de mandato e não é candidato a nada nas eleições deste ano. Ao direcionar as críticas para a gestão municipal, os pré-candidatos oposicionistas preservam quem deveria ser o principal alvo: Luiz Roberto (PDT), preferido de Edvaldo para disputar a Prefeitura. Nem precisa dizer que o postulante pedetista está pra lá de satisfeito por não ser o foco das investidas adversárias. Portanto, a continuar atirando unicamente na administração de Nogueira, a oposição pode estar pavimentando a estrada para a eleição de Luiz Roberto. Só Jesus na causa!


Doutor Bodega


Amanheceu com uma tremenda dor de dente e não tem dinheiro para ir a um bom consultório odontológico? Que tal beber uma generosa dose de cachaça com pólvora? Ao menos é o que prescreve o Dicionário Folclórico da Cachaça, escrito por Souto Maior. O livro também ensina que pinga misturada com caroço de algodão pisado cura sarna e todo tipo de coceira. Contra alcoolismo, aconselha-se misturar cachaça com terra de cemitério, uma pena de urubu torrada e cocô de galinha. Vai encarar? Arre égua!

Σχόλια


bottom of page