• Luxo Aju

Política by Adiberto de Souza



Para os políticos, o ano só começa hoje


O calendário deste ano para os políticos começa neste 1º de fevereiro. Hoje, as atenções estão todas voltadas para Brasília, onde a Câmara Federal e o Senado elegem as novas mesas diretoras. Na primeira Casa a disputa entre os deputados Arthur Lira (PP) e de Baleia Rossi (MDB) está mais acirrada, com vantagem para o primeiro. No Senado, contudo, o grande favorito é Rodrigo Pacheco (DEM), votado até pelo PT do senador Rogério Carvalho. Mesmo tendo mantido a candidatura, Simone Tebet (MDB) não tem qualquer chance, pois foi abandonada até pelos emedebistas. Desconjuro! Aliados do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), seis dos oito deputados federais de Sergipe votam no alagoano Arthur Lira. Apenas Fábio Reis (MDB) e João Daniel (PT) não foram cooptados pelo Palácio do Planalto. Deixando de banda a disputa no Congresso, aqui em Sergipe deputados estaduais e vereadores se preparam para retomarem as sessões plenárias marcadas para amanhã. A abertura dos trabalhos legislativos será prestigiada pelos chefes dos Executivos. Tomara que este ano parlamentar seja mais produtivo do que foi 2020, muito afetado pelas eleições municipais. Que Deus nos ouça!


Quem pagou a conta?


Os vice-prefeitos de Sergipe inventaram moda ao promoverem um encontro entre eles. Na nota sobre o inusitado evento realizado em Itabaiana, a organização informou que os e as vices vão criar uma associação para discutir sobre a participação efetiva deles e delas nas administrações municipais. E será que os senhores e senhoras prefeitas querem essa “ajudinha”? Por fim, cabe outras duas perguntas: quem pagou a conta deste encontro surreal, que não produzirá qualquer benefício em favor do contribuinte? Será que os participantes tiveram direito a diárias? Home vôte!


Contra Luciano


Tem gente na Assembleia querendo ver pelas costas o presidente Luciano Bispo (MDB). Um deputado espalhou que o partido Cidadania decidiu recorrer à Justiça para impedir que o emedebista, reeleito para mais dois anos na presidência do Legislativo, permaneça no cargo. Ouvida sobre o assunto, a direção cidadanista desmentiu a notícia espalhada nas redes sociais pelo deputado. Misericórdia!


Dia de posse


Hoje é dia de festa no Tribunal de Justiça de Sergipe. Está marcada para o final da tarde, a posse da nova Mesa Diretora do Judiciário para o biênio 2021-2023. Serão empossados o desembargador Edson Ulisses (presidente), a desembargadora Ana Lúcia Freire de Almeida dos Anjos (vice-presidente) e o desembargador Diógenes Barreto (corregedor geral da Justiça). Devido a pandemia da Covid-19, a posse da nova Mesa Diretora será por videoconferência e transmitida, a partir das 17 horas, pelo canal oficial do TJ no Youtube. Boa sorte!


Convite à unidade


Secretário do governo fluminense, o ex-deputado federal André Moura (PSC) não abre mão de fazer política em Sergipe. Embora não revele qual cargo pretende disputar em 2022, Moura tem propagado o discurso de unidade: “É hora de pensar em políticas públicas que resguardem nosso povo”, afirma. Segundo o ex-deputado, “agora é hora de deixar as diferenças políticas de lado e dar as mãos pelo futuro de Sergipe”. Então, tá!


Contra as milícias


E o deputado federal João Daniel (PT) apresentou um Projeto de Lei tornando crime hediondo os assassinatos cometidos pela milícia privada. A propositura também amplia as penas para os crimes de extorsão e extorsão indireta quando praticados por essas milícias. Segundo o petista, o seu projeto supre uma lacuna na lei, que hoje pune com rigor apenas os crimes cometidos por grupos de extermínio, categoria que ele entende ser diferente de milícia privada. Crendeuspai!


Afago de aliado


Após lamenter as consequências causadas pela pandemia da Covid-19, o deputado federal Fábio Mitidieri (PSD) jogou confete no governador Belivaldo Chagas (PSD). Segundo ele, administrar um estado “em tempos assim está longe de ser uma missão fácil. Portanto, quero deixar o meu total apoio ao governador, que tem nos conduzido de melhor forma possível”, discursou. Nem precisa dizer que Belivaldo abriu um sorrido de orelha a orelha com afago do aliado politico. Marminino!


Abaixo a escravidão


A deputada estadual Maria Mendonça (PSDB) ficou horrorisada com os últimos dados do Ministério Público do Trabalho sobre o cidadãos encontrados no Brasil em condições análogas às de escravo. O levantamento mostra que grande parte dos trabalhadores flagrados em condição subumana é analfabeta. Outros 37,8% estudaram, apenas, até o 5º ano incompleto. Segundo Maria Mendonça, garantir o respeito e os direitos fundamentais dos cidadãos são regras básicas de sobrevivência. A deputada está certíssima!


Compra de votos


As denúncias de “compra de votos” pelo Palácio do Planalto em favor de seus candidatos às presidências da Câmara e do Senado aterrorizaram o bolsonarista Alessandro Vieira (Cidadania). Segundo o senador por Sergipe, “o repasse de R$ 3 bilhões vinculados à votação nos candidatos governistas no Congresso Nacional é um escândalo duplo, pela corrupção aberta e pelo desperdício de recursos necessários para a saúde”. Vieira afirmou, ainda, que a decadência da política é tão grande que poucos consideram anormal tamanho absurdo. Só Jesus na causa!


Maré de sapos


E quem está numa maré de sapos dos diabos é o deputado federal Gustinho Ribeiro (SD). Primeiro, postaram na internet um exame atestando que ele contraiu coronavírius dias antes de desfilar em Propriá, sem mascara, na comitiva do presidente Jair Bolsonaro. Em seguída, a Justiça o condenou à perda da função pública, suspensão dos seus direitos políticos por seis anos e multa de R$ 147 mil por ter, enquanto deputado estadual, usado irregularmente dinheiro da Assembleia Legislativa. Se for supersticioso, Gustinho toma um banho de sal grosso. Pé de pato, magalô três vezes. Vixe!


Recorte de jornal



Publicado no jornal aracajuano o Estado de Sergipe, em 3 de janeiro de 1936