• Luxo Aju

Política by Adiberto de Souza



Uma greve suspeita


Os rodoviários de Aracaju se reúnem, nesta sexta-feira, para deliberar se decretam greve como forma de pressionar os patrões a atender suas reivindicações salariais. Nada contra a paralisação de uma categoria de trabalhadores, porém é preciso ficar atento para que esse instrumento legal não seja usado pelas empresas de ônibus visando forçar a Prefeitura a reajustar o preço da passagem. Chama a atenção que há um mês, o sindicato das concessionárias tenha anunciado o desejo de pedir reajuste no valor da tarifa cobrada na Grande Aracaju. Pode ser uma mera coincidência que, em seguida ao movimento dos patrões, motoristas e cobradores ameacem cruzar os braços se não tiverem os salários reajustado. Tomara que a suspeita de um possível acordo por debaixo dos panos não passe de mera suposição, contudo os técnicos da Prefeitura precisam ficar de olhos bem abertos, pois entre as empresas de ônibus e os rodoviários estão os usuários do sistema de transporte coletivo, a quem caberá pagar a conta. Crendeuspai!


Eu bebo sim...


Não cantem perto do deputado estadual Rodrigo Valadares (PTB) a música “Eu bebo sim/ Eu tô vivendo/ Tem gente que não bebe/ E tá morrendo”, um grande sucesso de Elza Soares. O petebista não esconde a preocupação com o consumo abusivo de bebidas alcóolicas durante a pandemia. Rodrigo lembra que muitos acidentes e mortes são causadas por pessoas sob efeito do álcool. Segundo Valadares, dados do Centro de Informações sobre Saúde e Álcool, de 2020, mostram que Sergipe possui a maior taxa de óbitos atribuíveis ao álcool no Brasil, sendo 46,2 mortes a cada 100 mil habitantes. Misericórdia!


Desemprego preocupa


Quem anda preocupada com a crescente taxa de desemprego em Aracaju é a vereadora Emília Corrêa (Patriota). Ele reconhece que a grande responsável pela crise é a pandemia da covid-19, porém entende que a Prefeitura poderia fazer alguma coisa para reduzir o índice de desempregado. Segundo Emília, uma das alternativas seria a gestão municipal realizar concursos. A vereadora condena a contratação de mão de obra pelo Processo Seletivo Simplificado, método que deveria ser uma exceção no serviço público e nunca a regra como acontece na Prefeitura. Ah, bom!


Pouco interesse


A cada 100 jovens que ingressam nos cursos de pedagogia e licenciatura, apenas 51 concluem o curso. Entre os que chegam ao final do curso, só 27 manifestam vontade em seguir carreira no magistério. Esse desinteresse pela profissão é motivado pela falta de reconhecimento e de condições de trabalho. A pesquisa se baseou em dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Só Jesus na causa!


Calma, gente!


Não chamem para a mesma reunião o vereador socorrense Alan Mota (PDT) e seu ex-assessor José Lins Batista Junior, pois pode sair catiripapo de ambos os lados. Aliás, a desavença entre os dois já despertou a atenção do Ministério Público, que denunciou o pedetista à Justiça por ameaça de morte. O MPE se fundamentou num vídeo que circula nas redes sociais, onde o vereador ameaça dar um tiro na cabeça de José Lins. Crendeuspai!


Ajuda oficial


Já está na Assembleia o projeto do governo de Sergipe prorrogando em mais 10 parcelas o Cartão Mais Inclusão, garantindo auxílio mensal de R$ 100 a cerca de 25 mil famílias. Segundo a vice-governadora Eliane Aquino (PT), a prorrogação do benefício se faz necessário porque a situação das pessoas ficaria ainda mais grave se o programa fosse encerrado agora. O projeto foi entregue por ela e pela secretária de Ação Social, Lucivanda Nunes, ao presidente da Assembleia, deputado Luciano Bispo (MDB). Então, tá!


Biriteiros reclamam


Os biriteiros estão querendo tratamento igual ao dado pelo governo aos caminhoneiros. Bastou o presidente Jair Bolsonaro anunciar ter zerado os impostos federais incidentes sobre os preços dos combustíveis, para a galera reclamar que os tributos também são responsáveis pelo elevado custo da “marvada”. E eles tem razão. Uma pesquisa do IBPT apontou que a birita registra as maiores incidências de impostos no Brasil: Caipirinha (76,66%), chope (62,20%), cerveja (55,60%) e refrigerante em lata (46,47%) lideram a lista. Só bebendo uma para esquecer a carestia. Ôxe!


Concurso no Banese


O Banese publicou, nesta sexta-feira, edital de concurso público para o preenchimento de 45 vagas, além de cadastro de reserva para cargos de nível médio e superior. Os aprovados terão salários iniciais de R$ 2.223,60 (nível médio) e R$ 4.361,79 (nível superior), ambos com jornada semanal prevista de 30 horas. As inscrições estarão abertas de 26 próximo até o dia 22 de março, e as provas serão realizadas no dia 2 de maio vindouro. A íntegra do edital pode ser encontrada no Diário Oficial do Estado de Sergipe (segrase.se.gov.br/diario-oficial). E você, tá nessa? Legal!


Criatório ilegal


Fala-se à boca miúda que, embora as eleições de 2022 ainda estejam distantes, alguns políticos desonestos já começaram a engordar animais silvestres para negociá-los na campanha eleitoral do próximo ano. Aqueles mais afortunados estão com uma grande criação de Garças (R$ 5), Araras (R$ 10), Micos-Leão-Dourado (R$ 20), Onças (R$ 50), Garoupas (R$ 100) e até o novato e valioso Lobo Guará (R$ 200). As Tartarugas (R$ 2) foram deixadas de lado pelo seu baixo valor de mercado. A ideia dos safados é colocar estes animais em malas pretas para trocá-los por votos nas eleições de 2022, principalmente no interior sergipano. Alô, Ibama, se ligue!


Tarifa cara


O deputado estadual Samuel Carvalho (Cidadania) acha que a população da Grande Aracaju paga caro demais (R$ 4) para andar de ônibus. Ele disse que, outro dia, pegou um carro de aplicativo, juntamente com a esposa, do bairro Farolândia até o centro da capital e pagou R$ 4,50 pela viagem: “Ficou pouco mais de R$ 2 por pessoa”, exemplificou. Marminino!


Recorte de jornal



Publicado no jornal aracajuano Folha de Sergipe, em 26 de setembro de 1907.