Luciano Bispo é eleito presidente da AL

February 2, 2015

Por: ALESE

 

Os 24 deputados estaduais, eleitos e reeleitos em outubro passado, foram empossados na tarde desse domingo (1º), no plenário da Assembleia Legislativa, em uma solenidade festiva e que era aguardada com bastante expectativa há meses. A sessão, atendendo ao regimento interno da Casa, foi presidida pela deputada estadual Ana Lúcia (PT), que era a deputada reeleita mais idosa do parlamento. Logo após a solenidade de posse, os deputados chegaram a um consenso e apenas uma chapa foi inscrita para dirigir os atos administrativos do Poder na legislatura 2015/2016. Com 23 votos a favor e apenas um contra, o deputado eleito Luciano Bispo de Lima (PMDB) foi o escolhido pelos pares para presidir a Assembleia Legislativa. Antes da eleição, ainda durante a posse, os deputados trouxeram seus familiares para o plenário da Casa e muitos outros amigos e eleitores tomaram assento nas galerias da AL. Além de Luciano Bispo, chegaram agora Valmir Monteiro (PSC) – que também já foi deputado; Róbson Viana (PMDB); Dr. Vanderbal Marinho (PTC); Georgeo Passos (PTC); Silvia Fontes (PDT); Luciano Pimentel (PSB); Jairo Santana (PRB); e Padre Inaldo (PCdoB). Falando pela oposição, o deputado estadual Capitão Samuel (PSL) assumiu a postura de líder da bancada e fez a sua saudação. “Faremos uma oposição firme, mas coerente e propositiva. O deputado Venâncio Fonseca (PP) nos ensinou muito e vai continuar ensinando aqui. Temos a obrigação de nos unirmos para reerguer a imagem do Poder Legislativo. Eu não tenho dúvidas que os deputados terão o compromisso com mais transparência”. Pelo governo, a sessão foi marcada pelo retorno do deputado Francisco Gualberto (PT) à liderança da bancada. Gualberto lembrou que as Assembleias Legislativas representam o maior símbolo vivo e atuante da democracia. “Tive a honra de receber o convite do governador Jackson Barreto para ser seu líder na AL e isso aumenta a minha responsabilidade. Vamos defender esse projeto e que a oposição tenha a sabedoria de não confundir oposição ao governo e oposição aos interesses de Sergipe”. Empossados os deputados, a presidente e deputada Ana Lúcia estabeleceu um intervalo nos trabalhos no sentido que os deputados pudessem receber os cumprimentos de seus familiares e amigos. Passado um tempo, os trabalhos foram retomados, agora apenas com parlamentares em plenário para que fosse iniciado o processo de votação da nova Mesa Diretora da Casa. Apenas uma chapa foi registrada com o deputado Luciano Bispo para presidente; Garibalde Mendonça (PMDB) para vice; Jeferson Andrade (PSD) para 1º secretário; Goretti Reis (DEM) para 2ª secretária; Venâncio Fonseca (PP) para 3º secretário; e Luiz Mitidieri (PSD) para 4º secretário. Em votação aberta, 23 deputados, inclusive Ana Lúcia e o próprio Luciano Bispo votaram a favor da chapa. Apenas a deputada Maria Mendonça (PP) manifestou-se contrária à indicação. Eleito presidente, Luciano Bispo ocupou a tribuna para fazer os devidos agradecimentos e para comentar os desafios que terá pela frente como presidente da AL. “Eu agradeço a Deus por me dar essa oportunidade de assumir um desafio tão grande. Eu tenho orgulho de ser político, gosto de fazer política, faço política com amor. Deus nos abençoou no sentido que fizéssemos uma chapa de pessoas sensatas e equilibradas, que vão me ajudar a gerir a Casa. Eu sou um homem altamente democrático, aberto ao diálogo, de caráter e de posição, de palavra empenhada”. Em seguida, Luciano fez um agradecimento especial a seu irmão e ex-deputado Arnaldo Bispo. “Quero destacar a personalidade dele, o coleguismo e o homem que ele foi e representou para este Poder. Isso me orgulha e não me cria qualquer constrangimento. Eu fico feliz quando colegas destacam a retidão de Arnaldo Bispo. Que Deus me ajude para que eu possa ser 50% do que foi Arnaldo aqui na AL. O carinho e o respeito são os mesmos! Arnaldo foi um candidato empurrado!”, disse, saudando seu irmão Roberto Bispo, que será o diretor geral da AL. Luciano Bispo citou alguns amigos que lhe ajudaram na campanha e ao longo de toda a sua vida pública. “Eu quero externar a minha gratidão ao governador Jackson Barreto. Ele terá aqui na Casa a minha lealdade, mas eu não abro mão da independência da AL. Uma coisa é ser aliado e eu sou. Sou amigo, mas antes de tudo, agora sou presidente da Assembleia Legislativa. Sou grato ao governador dos sergipanos, mas não abro mão da nossa independência”. Por fim, Luciano Bispo reforçou que não vai tratar a Assembleia Legislativa como se fosse a Câmara Municipal de Itabaiana, para tratar de assuntos que movimentam a rivalidade política local, mas sim que discutir temas amplos que interessem ao Estado de Sergipe como um todo. “Temos tantas coisas para divulgar da AL e vamos divulgar. Temos que ter um perfil de convivência melhor com a imprensa. Temos que debater Educação, Segurança Pública, Geração de Emprego. A questão do transporte público, o abastecimento de água. A questão das subvenções será enfrentada de frente e eu tenho coragem e disposição para isso. Eu sou um homem de posição, de lado. Eu trago comigo a gratidão. Vou honrar a presidência dessa Casa com trabalho e não vou transformar a AL em uma Câmara de Vereadores de Itabaiana. Podem ficar tranquilos”, concluiu o presidente eleito. 

Tags:

Please reload