Política by Adiberto de Souza

June 25, 2015

André na berlinda

 

O deputado federal André Moura (PSC), ardoroso defensor da redução da maioridade penal de 18 para 16 anos, é o mesmo que anda às voltas com a Justiça. Agora mesmo, a 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) recebeu três graves denúncias do Ministério Público contra ele. O deputado é acusado por apropriação, desvio ou utilização de bens públicos. Segundo o ex-prefeito de Pirambu, Juarez Batista, André Moura usou bens e serviços custeados pela Prefeitura, como alimentos, telefones celulares, carros e servidores. Nas eleições de 2006, o deputado teria exigido ao então prefeito Juarez R$ 1 milhão mensais para bancar a campanha. Enquanto trabalha para aprovar a prisão de adolescentes infratores em desumanas penitenciárias, André Moura se defende no Supremo das sérias acusações de peculato e formação de quadrilha. Diante de tudo isso, surge a inevitável pergunta: Com qual moral alguém, acusado de crimes tão graves, pode defender a redução da maioridade penal para milhões de jovens neste país?

 

Canteiro de obras

 

Se por um lado enfrenta dificuldades para custear a máquina, por outro o governador Jackson Barreto (PMDB) transformou Sergipe num canteiro de obras. Quando não está assinando ordens de serviços, o peemedebista promove inaugurações em todo Estado. Hoje mesmo, Jackson entrega mais de R$ 6,4 milhões em obras nas áreas de educação, saúde e infraestrutura. Entre elas está o Instituto de Educação Ruy Barbosa, em Aracaju. A antiga escola Normal, uma das mais tradicionais e antigas de Sergipe,  recebeu mais de R$ 1,7 milhão em investimentos. Legal!

 

Mudança adiada

 

Previstas para começarem no próximo dia 1º, foram adiadas as modificações na carteira de habilitação e nos certificados de Registro de Veículo e de Licenciamento de Veículo. A proposta do Contran visa inserir nestes documentos novos dispositivos de segurança para impedir falsificação ou adulteração, além das fraudes no pagamento de licenciamento e IPVA.

 

 

Contra aumento

 

A Federação das Indústrias de Sergipe divulga amanhã uma Nota Técnica explicando o impacto do aumento do ICMS da energia elétrica consumida pelo segmento industrial. Será a partir das 8 horas, durante entrevista coletiva do presidente da entidade, Eduardo Prado. Os empresários garantem que o exagerado aumento proposto pelo Governo do Estado vai agravar ainda mais a crise do setor, devendo provocar o fechamento de várias empresas.

 

Saúde em debate

 

E quem fez às vezes de ministro foi o ex-deputado federal Rogério Carvalho (PT). Secretário de Gestão Estratégica e Participativa do Ministério da Saúde, o petista sergipano representou o ministro da Saúde, Arthur Chioro, na abertura da 18ª Conferência Municipal de Saúde. No evento, realizado ontem em São Paulo, Rogério disse aos conferencistas que “nós temos o compromisso de questões centrais, devendo enxergar a saúde como um direito de cidadania”.

 

Camelo caro

 

E o senador Eduardo Amorim (PSC) está preocupado com o elevado preço da bicicleta fabricada no Brasil. Visando reduzir o valor deste importante meio de transporte, ele apresentou uma Proposta de Emenda à Constituição instituindo imunidade tributária aos simpáticos “camelos”, suas partes e peças separadas. “Os elevados preços das bicicletas derivam, em grande parte, da pesada carga tributária, que é superior a 63%”, discursa Amorim.

 

Pernas pro ar

 

Os senhores deputados estaduais entram de férias a partir de sábado próximo. Para apressar o “merecido” descanso, eles se comprometeram a trabalhar amanhã, visando zerar a pauta de projetos pendentes. Como não há previsão de o Governo convocar o Legislativo extraordinariamente, os bem pagos deputados passarão o mês de julho fazendo o que fizeram de fevereiro até agora: nadica de nada. Enquanto isso, “nóis rala”!

 

Golpe na alergia

 

A Anvisa aprovou ontem resolução sobre a rotulagem obrigatória dos principais alimentos que causam alergias. Os rótulos devem informar a existência de 17 alimentos considerados alergênicos: trigo; crustáceos; ovos; peixes; amendoim; soja; leite de todos os mamíferos; amêndoa; avelã; castanha de caju; castanha do Pará; macadâmia; nozes; pecã; pistaches; pinoli; castanhas; e látex natural. Os fabricantes terão 12 meses para adequar as embalagens.

 

Até que enfim

 

O governador Jackson Barreto (PMDB) convocou a primeira reunião da Comissão Estadual da Verdade para a próxima terça-feira. A Comissão é composta por Andrea Depieri, Gabriela Rebouças, Gil Francisco, Hélder Teixeira, José Vieira, Jose Afonso do Nascimento e Bitencourt. A Comissão Estadual da Verdade vai apurar atos de tortura e perseguição praticadas em Sergipe pelo golpe militar de 1964. A informação é do blog Primeira Mão.

 

Recado das ruas

 

É bom os políticos ouvirem o que as ruas andam falando. Bom exemplo é a pesquisa do Datafolha, divulgada terça: a taxa de rejeição de um novo mandato para presidente da República é 67%. Há 10 anos esta era a taxa de aprovação da reeleição para o cargo. Para governador, o apoio ao fim da reeleição é 65% da população, enquanto para prefeito é 64%. Há 10 anos esses números eram respectivamente 34% e 35%. A pesquisa também mostrou que 66% dos entrevistados são contrários ao voto obrigatório. Tão certíssimos, ora bolas!

 

Recorte de jornal

 

Publicado no Diário de Sergipe em 29 de maio de 1945.

Please reload