Política by Adiberto de Souza

March 5, 2020

 

De sonho a pesadelo

 

O desejo de legalizar o embrionário partido Aliança pelo Brasil a tempo de participar das eleições deste ano pode não passar de um sonho de verão. Mesmo assim, os bolsonaristas seguem otimistas, a ponto de realizarem hoje, em Aracaju, mais um evento visando estimular a “militância” a coletar assinaturas em número suficiente para garantir o registro da legenda na Justiça Eleitoral. Tudo bom, tudo certo, se o Supremo Tribunal Federal não tivesse decidido, ontem, que para efeito de registro da sigla, só valem assinaturas de eleitores não filiados a outros partidos. Ou seja, milhares de rubricas recolhidas nos últimos meses não têm qualquer serventia, inclusive as daqueles coordenadores do Aliança pelo Brasil que ainda permanecem filiados a outras legendas. Pelo visto, o presidente Jair Bolsonaro deu mais um tiro no pé ao brigar com o PSL - coisa que ele sabe fazer como ninguém - e liderar uma caravana de fanáticos seguidores rumo ao precipício político. Misericórdia!

 

Prefeito na Polícia

 

E quem deu com os costados na Polícia Civil foi o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (futuro PDT). Foi prestar queixa contra uma golpista que anda por aí clonando celulares para extorquir dinheiro dos menos avisados. A safadinha telefonou para uma amiga do prefeito convidando-a para participar do grupo de WhatsApp “Prefeitura Municipal de Aracaju Cidadãos de Bem e Saúde Para Todos”. A Moça caiu na lábia e teve o “Graham Bell” clonado, enquanto a estelionatária começou a pedir dinheiro aos amigos da vítima. Após deixar a delegacia, Edvaldo pediu às pessoas que “não caiam neste ou qualquer outro tipo de golpe”. Crendeuspai!

 

Fim da carona

 

Péssima notícia para quem só se elegia na rabeira dos chamados “puxadores de votos”. Nas próximas eleições, os candidatos a vereador precisam obter, no mínimo, 10% ou mais no quociente eleitoral para serem eleitos. Foi o que decidiu, ontem, o Supremo Tribunal Federal. Ainda segundo a decisão da Corte, a coligação que recebe mais votos, acima de um quociente eleitoral, mais candidatos elege. Vixe!

 

Economia de palitos

 

O deputado estadual Zezinho Guimarães (MDB) garante que o Banese vai economizar uma merreca com o anunciado fechamento de 17 agências no interior. Segundo o emedebista, o próprio banco informou que pretende economizar com a medida cerca de R$ 3 milhões por ano: “Dividindo esse valor por 12 meses, dá R$ 250 mil mensais. E se dividirmos esse montante pelas 17 agências, teremos uma economia de apenas R$ 14,7 mil. Parece ser algo desprezível para um custo social tão elevado”, discursa Guimarães. Sendo assim, é melhor deixar como está pra ver como é que fica. Danôsse!

 

Aviso aos navegantes

 

Alô você, que tá querendo pular a cerca partidária pensando em se dar bem nas eleições de outubro: começou hoje o prazo para vereador que vai disputar a reeleição ou a prefeitura mudar de partido sem punição. É o que a Justiça Eleitoral TSE chama de “janela partidária”. O prazo para trocar de domicílio partidário acaba no dia 3 de abril próximo, portanto, seis meses antes do pleito eleitoral, já que o primeiro turno será no dia 4 de outubro. Aff Maria!

 

Mão na massa

 

O senador Rogério Carvalho (PT) reagiu com firmeza ao saber que a conta de ataques virtuais Bolsofeios no Instagram foi criada no computador do gabinete do deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL). “O Brasil descobre quem realmente quer destruir as instituições democráticas e que tem um projeto de tomada de poder com perseguições políticas. Qual a explicação agora?”, questiona o petista. Coincidentemente, a conta de ataques virtuais @bolso_feios saiu do ar após ter sido delatada pelo Facebook à CPI das Fake News no Congresso. Desconjuro!

 

Mais Brasil

 

E os deputados federal Laércio Oliveira (Progressistas) e estadual Luciano Pimentel (PSB) participaram do lançamento da Agenda Mais Brasil. Presidido pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o evento aconteceu, ontem, no Palácio do Planalto. A Agenda é, na verdade, um site para acompanhamento da evolução de obras, programas e projetos do governo federal. Segundo Laércio, “neste novo canal, o cidadão terá acesso, de forma direta, às entregas georreferenciadas do governo”. Então, tá!

 

A maconha da onda

 

O Jornal da Cidade publica, hoje, uma ampla reportagem sobre a maconha “skunk”. Essa droga vem fazendo a cabeça da galera desde que o fumo natural sumiu da praça. Ouvido pelo JC, o paulista Celso Queiroz, dono do portal Smoke Buddies, disse que a “skunk” é a forma real da maconha, bastando um “finório” pra deixar dois ou três “malucos” chapadões. É, foi-se o tempo que a famosa “manga rosa” cultivada às margens do Velho Chico, era bagulho pra maconheiro nenhum botar defeito. Cruzes!

 

Festa paulista

 

O deputado federal Valdevan Noventa (PSC) fez questão de participar do ato de filiação do radialista José Luiz Datena ao MDB, ocorrido ontem, em Brasília. O parlamentar sergipano disse ter muito respeito “por esse profissional da imprensa paulista e não poderia deixar de prestigiar o momento”. O novo emedebista afirmou que “em um momento em que tem faltado muita dignidade social para os brasileiros e em que se discute muito a polarização”, era a hora certa dele entrar no jogo. Ah, bom!

 

Tchau e bença

 

Bastou a prefeiturável Georlize Teles (DEM) ameaçar de expulsão os filiados que não votarem nela, para o vereador aracajuano Vinícius Porto botar a viola no saco e ir cantar em outra freguesia. O ainda demista informou que está deixando o partido nesta quinta-feira, devendo anunciar o novo endereço político até o final deste mês. Fidalgo no trato, Vinícius fez questão de não trancar a porta da legenda que o abrigou por longos anos: Saio do Democratas de forma tranquila, sem qualquer tipo de conflito”, disse. Com a saída de Vinícius, o DEM perde um nome de peso, enquanto Georlize fica sem o apoio que nunca teve. Homem, vôte!

 

Recorte de jornal

 

 

Publicado no jornal Correio de Aracaju, em 17 de dezembro de 1911.

Please reload