Política by Adiberto de Souza

March 19, 2020

 

Eleições ameaçadas

 

Não se surpreendam se o coronavírus também provocar a suspensão das eleições municipais deste ano. Caso o pico da proliferação da doença se estenda por mais tempo do que se espera - de dois a três meses - os prazos ficarão muito apertados para cumprir os ritos necessários à realização do pleito no começo de outubro deste ano. Aliás, a pandemia instalada no país já está prejudicando os pré-candidatos. Entre outras dificuldades, eles estão impedidos de realizar encontros, seminários ou congressos em ambientes fechados, mesmo autorizados para tanto pelo artigo 36 da legislação eleitoral. Portanto, se esta crise de saúde pública persistir por muito tempo, os próprios partidos vão propor o adiamento das eleições e a Justiça Eleitoral, famosa por cumprir prazos, terminará concordando. Quer apostar uma mariola de goiaba?

 

Pisou no freio

 

Desde o aparecimento do coronavírus por aqui, Aracaju funciona em ritmo bem mais lento. É visível a redução de pessoas nos pontos de ônibus, de consumidores nas feiras livres e mercados, de estudantes indo para a escola e de boêmios nos bares e inferninhos da cidade. Estes, aliás, estão às moscas! Até as ocorrências policiais diminuíram, numa prova de que nem os mais perigosos marginais querem um tete á tete com o mortal Covid-19. Afinal, quem tem, tem medo. Cruzes!

 

Aposta no turismo

 

O governador Belivaldo Chagas (PSD) assinou a ordem de serviço para construção do primeiro trecho da Orla Sul de Aracaju. Serão investidos na primeira etapa cerca de R$ 8,3 milhões. O projeto consiste na adequação urbanística e de limitações das praias da região sul da capital sergipana. Chagas disse que o estado tem recursos para executar os três trechos da Orla, num montante de R$ 28 milhões. Segundo o prefeito Edvaldo Nogueira (futuro PDT), este empreendimento puxará o progresso para aquela região, além de favorecer o turismo e o lazer da cidade. Então, tá!

 

Casa de ferreiro...

 

E o Tribunal faz de Contas de Sergipe vive aporrinhando os prefeitos que gastam acima do permitido pela Lei de Responsabilidade Fiscal. Tudo certo, tudo bom se o TCE também fizesse o dever de casa. Segundo dados da Secretaria Estadual da Fazenda, aquela corte de contas gasta com despesas de pessoal acima do limite prudencial. É como se diz lá em Carira: Faça o que digo, mas não faça o que faço. Homem, vôte!

 

Fica pra depois

 

Por conta da pandemia de coronavírus, o Banese vai prorrogar por 60 dias o pagamento de dívidas dos profissionais liberais, além das micro e pequenas empresas. Mas atenção: só terá direito à prorrogação quem estiver com os empréstimos em dia. Por conta do coronavírus, o banco orienta os clientes que saldo, pagamento de contas, transferência de dinheiro e contratação de serviços devem ser feitos via aplicativo ou pela internet. Ah, bom!

 

Sessões suspensas

 

Os deputados estaduais só se reunirão em sessões plenárias para aprovar projetos de suma importância. O mesmo ocorre com os vereadores de Aracaju. Neste período de pandemia, só os parlamentares, assessores e servidores estão autorizados a entrar no prédio da Assembleia Legislativa. Este comportamento também começa a ser adotado pelas Câmaras do interior de Sergipe. Crendeuspai!

 

Bolsonaro na panela

 

E Aracaju não ficou de fora do panelaço contra o ainda presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O bate-bate de panelas foi mais intenso na zona sul da capital, demonstrando que boa parte da classe média alta, fiel eleitora do capitão de pijama, também está por aqui com o dito cujo. Pelo visto, se o soldadinho de chumbo não abrir os olhos, o povo vai cozinha-lo em fogo alto e servir como ração pra cachorro. Vixe!

 

Encontros proibidos

 

Não marque encontros em academias, clubes, boates e casas de shows de Aracaju. Para proteger as pessoas do coronavírus, o prefeito Edvaldo Nogueira (sem partido) decretou o fechamento destes espaços. Nos próximos dias, os shoppings da capital também devem lacrar as portas em respeito às regras de distanciamento social e higienização. Misericórdia!

 

Chegou mais um

 

O empresário Laurinho Menezes é o mais novo pré-candidato a prefeito de Aracaju. Ele foi convidado para o desafio eleitoral pelo presidente nacional do PTC, advogado Daniel Tourinho. Lembram deste indigitado? Laurinho aceitou a parada prontamente: “Aracaju tem um potencial enorme e precisa de uma gestão que tenha visão de futuro”, discursa. É mais um prefeiturável para apreciação do eleitor aracajuano. Ôxe!

 

Recordar a viver!

 

Em 1989, o advogado Daniel Tourinho, um sergipano radicado no Rio de Janeiro, resolveu se eleger deputado federal em Sergipe. Presidente do PRN, partido do presidenciável Fernando Collor de Mello, o homem desembarcou em Aracaju montado na grana. Por isso mesmo, o comitê dele vivia lotado de políticos, que lhe prometiam milhares de votos. Porém, ao serem abertas, as urnas expuseram o tamanho da traição. Com menos de 15 mil votos, Daniel Tourinho não ficou nem na primeira suplência. Encabulado, botou a viola no saco e voltou para o Rio. Só agora, deu as caras por aqui. Marminino!

 

Dia de chuva

 

Neste 19 de março, quando se comemora o Dia de São José, vale lembrar a música da genial baiana Maria Bethânia: “Meu divino São José/ Aqui estou a vossos pés/ Dai-nos chuva com abundância/ Meu divino São José”. Dizem os mais antigos, que quando chove no dia 19 de março, o próximo inverno será dos melhores. Tomara!

 

Recorte de jornal

 

 

Publicado no jornal estanciano O Rabudo, em 4 de abril de 1875.

Please reload