Política by Adiberto de Souza

May 5, 2020

 

 

Os heróis do capitão

 

Uma rápida espiada nas fichas policiais dos heróis do presidente Bolsonaro deixa claro que as Forças Armadas terão muito trabalho para conter os rompantes ditatoriais de seu infante. Um dia após ter se unido a um grupelho de golpistas que bradava contra a democracia, o capitão de pijama recebeu em audiência o “Major Curió”. Para quem não o conhece, este suplicante é acusado de assassinatos e sequestros de militantes da esquerda na região do Araguaia, nos anos 1970. Ora, nada demais para Bolsonaro, que adotou como leitura de cabeceira o livro de memórias do coronel torturador Brilhante Ustra, destacado pelo sadismo e crueldade como tratava suas vítimas nos porões da ditadura militar. E a lista dos covardes adorados pelo ainda presidente é longa, incluindo entre eles ditadores como o paraguaio Alfredo Stroessner, o peruano Alberto Fujimori e o chileno Augusto Pinochet. Sem contar um verdadeiro exército de milicianos. Como se vê, as Forças Armadas vão cortar um dobrado para impedir que a democracia não seja covardemente golpeada pelo soldadinho de chumbo encastelado no Palácio do Planalto. Vade retro Satanás!

 

Rezam por ele

 

Em quarentena para se recuperar do coronavírus, o presidente da Assembleia, deputado Luciano Bispo (MDB), agradeceu as operações por sua pronta recuperação. O emedebista disse que está se sentindo bem e que espera sair dessa o mais rápido possível. Além de Bispo, o deputado estadual Zezinho Sobral (Pode) se encontra em isolamento, após ter testado positivo para o Covid-19. Assessores e servidores da Assembleia também foram contaminados, mas todos passam bem. Melhoras!

 

Congelamento condenado

 

E o senador Rogério Carvalho (PT) não se conforma com o congelamento dos salários dos servidores, crueldade aprovada pelo Senado a pedido do governo Bolsonaro. O petista jura que não descansará até impedir a concretização o congelamento dos salários. “Mais do que nunca, nossos trabalhadores precisam de proteção em meio ao coronavírus”, diz o senador. Rogério acusa o governo Bolsonaro de afagar os ricos e prejudicar os trabalhadores. Misericórdia!

 

Fim do prazo

 

Termina amanhã, o prazo para o eleitor transferir domicílio eleitoral, alterar local de votação e atualizar dados pessoais indispensáveis à expedição do documento. O prazo também se aplica aos que não votaram e não justificaram a ausência às urnas nas três últimas eleições. Sem regularizar essas pendências, o cidadão estará impedido e participar das eleições deste ano. O eleitor deve fazer suas solicitações por meio da plataforma Título Net, à distância. Você tá nessa? Vixe!

 

Torra nos cobres

 

A Agência Nacional do Petróleo (ANP) prorrogou, do meio do ano para o final de 2020, o prazo para a Petrobras vender campos terrestres e em águas rasas. Alguns deles estão em Sergipe, como os polos Fazenda Belém, Sergipe Terra 1, Sergipe Terra 2, Sergipe

Terra 3, entre outros. A ANP informou que atendeu à solicitação da Petrobras devido à crise econômica provocado pela pandemia do covid-19. Ah, bom!

 

Fake News

 

Acostumado a usar as redes sociais para postar poesias e filosofar, o jurista sergipano Carlos Ayres de Britto foi ao twitter desmentir uma fake news: “Pela primeira vez, ocupo este espaço apenas para avisar que não sou o autor da carta que tem circulado na rede com a aposição do meu nome. Carta de explícito apoio a uma corrente ideológica e rejeição de outra, sob viés sectário”. Homem, vôte!

 

De volta à filosofia

 

Desmascarada à mentira, Carlos Britto, ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, retornou ao seu estilo: “A Vida não pode jogar tudo para o alto, por ser parte desse tudo e desse alto/Todo amigo do alheio é inimigo de si mesmo/Nossas casas estão mandando recado: se todos tivessem uma, o mundo começaria a ser um lar”. Assim é melhor, ministro. Aff!

 

Crise preocupa

 

E quem anda preocupado com a tensão política instalada no Brasil é o deputado federal Valdevan Noventa (PSC). Ele afirma que, neste momento de turbulência, vai continuar apoiando as causas que edifiquem o país. “Se não bastasse a crise na saúde e na economia, observamos uma interminável crise política”, lamenta Valdevan. Marminino!

 

Senhor onipresente

 

Alguém sabe o resultado do processo aberto pelo Tribunal de Contas de Sergipe para investigar um médico acusado de receber salários da Fundação Hospitalar de Saúde, da Secretaria da Segurança Pública, do Ipesaúde e das Prefeituras de Lagarto, Itaporanga e Japaratuba. Segundo TCE apurou, no fim de 2019, o esforçado servidor tinha uma carga horária semanal de 222 horas e salário de quase R$ 70 mil. O The Flash encabeçava a lista dos 470 servidores com três ou mais vínculos no Estado. Apesar da gravidade da denúncia, ninguém falou mais nadica de nada sobre o assunto. Crendeuspai!

 

Sangue novo

 

O governador Belivaldo Chagas (PSD) deve anunciar, nesta terça-feira, o nome do substituto interino de Valberto Oliveira (MDB) na Secretaria Estadual da Saúde. Ele deixou a pasta no final do mês passado, visando se desincompatibilizar para disputar a Prefeitura de Propriá. O governador só pretende nomear um titular para a Saúde após o abrandamento da pandemia do coronavírus. Então, tá!

 

Recorte de jornal

 

 

Publicado no jornal aracajuano Diário da Manhã, em 30 de junho de 1911.

Please reload