Política by Adiberto de Souza

May 11, 2020

 

Longe dos eleitores

 

Desde o início da pandemia do coronavírus, quase não se fala mais sobre a campanha eleitoral, que há muito já deveria ter sido colocada nas ruas. Em vez disso, os pré-candidatos se mantém entocados em casa com medo da contagiosa doença, enquanto parte do eleitorado sofre com a distância dos ditos cujos, pois não pode trocar favores pela promessa de votos. Para quem pretende concorrer a um cargo de prefeito ou vereador ainda existe a dúvida sobre se a pandemia vai permitir a realização das eleições em outubro. A própria Justiça Eleitoral já avalia a hipótese de adiar o pleito para dezembro ou mesmo 2021, enquanto muitos congressistas defendem a prorrogação dos mandatos municipais para 2022. Portanto, enquanto a Covid-19 continuar fazendo vítimas, políticos e eleitores vão falar cada vez menos sobre a disputa eleitoral, pois estão mais preocupados em defender as próprias vidas. Marminino!

 

Filas da morte

 

Os trabalhadores informais vão continuar se expondo ao coronavírus nas mortais filas da Caixa Econômica. É que o governo federal vai depositar, esta semana, a primeira parcela do auxílio emergencial de R$ 600 em favor daqueles que só agora tiveram os CPFs analisados. O Nordeste é a região com o maior número de beneficiados pelo auxílio emergencial: 37% do total. Aff Maria!

 

Pela metade

 

O presidente da Câmara de Aracaju, Nitinho Vitalle (PSD), restabeleceu 50% da Verba para Atividade no Exercício Parlamentar (Vaep). A grana tinha sido cortada por conta da suspensão das sessões. Com o retorno das plenárias via internet, Vitalle achou por bem restituir metade da verba, que é usada para pagar os assessores jurídicos e de comunicação. Antes da decisão de Nitinho, o vereador cabo Amintas (PSL) vivia cobrando o retorno da grana, importante para custear os advogados, que orientam sobre os projetos em tramitação na Câmara. Dos perdidos, a metade, né não?

 

Grana bem-vinda

 

Os prefeitos sergipanos estão rezando para que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sancione rapidamente o projeto de ajuda aos municípios. Como sofreu mudanças na Câmara Federal, a propositura ainda retornará ao Senado para a votação final. Em Sergipe, o município mais beneficiado será Aracaju, que terá direito a uma ajuda de R$ R$ 70.069.127,10. A menor fatia do auxílio caberá ao pequeno São Francisco: R$ 397.157,18. Vixe!

 

 

 

Almeida na internet

 

E quem vai comandar uma live nesta segunda-feira, é o pré-candidato a prefeito de Aracaju, Almeida Lima (PRTB). Marcado para às 19h, o papo virtual versará sobre “a pandemia e as reações dos governos, aqui e no mundo”. Ex-secretário estadual da

Saúde, Almeidinha tem feito várias críticas a forma como o governo de Sergipe e a Prefeitura de Aracaju têm enfrentado o coronavírus. Danôsse!

 

Dois contra um

 

Os senadores Rogério Carvalho (PT) e Alessandro Vieira (Cidadania) falam a mesma língua quando tratam sobre o comportamento do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Segundo o petista, “falta liderança e sobra desrespeito com o Brasil. Enquanto isso, Bolsonaro passeia de jet-sky”. Por sua vez, o cidadanista afirma que o “nosso problema é um presidente fake. Jair Bolsonaro não respeita os brasileiros. Não é hora de piadas ou desvarios. É hora de solidariedade e muito trabalho. O Brasil precisa de gente séria e capacitada, não de molecagem irresponsável”. Homem, vôte!

 

Apaga velinhas

 

Nesta época de pandemia, vale ressaltar o aniversário do Hospital de Cirurgia, tão importante para os sergipanos. Batizado de Hospital das Clínicas Doutor Augusto Leite - sem fundador - aquela unidade de saúde completou, no dia 6 passado, 94 anos de serviços prestados aos sergipanos. A data foi lembrada pelo presidente estadual do PSDB, médico Eduardo Amorim. Ele recorda ter estudado no Cirurgia, “onde aprendi a arte de curar vidas. Hoje, tenho a satisfação de atuar no hospital em cirurgias cardíacas”. Legal!

 

Aviso aos navegantes

 

O político sujismundo não conseguirá registrar a candidatura na Justiça Eleitoral. A Lei da Ficha Limpa impedirá a validação do registro daquele que tenha sido condenado a partir de um órgão colegiado. Foi justamente por isso que o ex-prefeito de São Cristóvão, Armando Batalha (Progressista), desistiu de se candidatar, pois sabia que seria barrado pelo Tribunal Regional Eleitoral. Crendeuspai!

 

Há vagas

 

Veja o que publicou no Jornal da Cidade a amiga Thaís Bezerra: “A quem interessar possa: serão abertas em Sergipe vagas para empregos bem remunerados. E não será difícil conseguir ser indicado para cargos que pagam bons salários. Basta ter o QI de quem indica. Para se candidatar a uma “boquinha” no governo federal só é preciso ter a simpatia dos políticos do Centrão, grupamento político fisiológico que aceitou o “toma lá, da cá” do presidente Jair Bolsonaro. Portanto, os interessados podem levar os currículos aos líderes dos partidos Republicanos, PL, Progressistas, Solidariedade, PTB, Pros e Avante”. Misericórdia!

 

Sabatina parlamentar

 

A Câmara de Aracaju vai ouvir, esta semana, dois secretários municipais sobre a pandemia e as finanças da Prefeitura. Nesta segunda-feira, a sabatinada pelos vereadores vai ser a secretária da Saúde, Waneska Barbosa. Amanhã, será a vez de o secretário de Finanças, Jeferson Passos, tirar as dúvidas dos parlamentares. As duas audiências ocorrerão pela internet para evitar a propagação da Covid-19. Então, tá!

 

Recorte de jornal

 

 

Publicado no jornal aracajuano Diário da Manhã, em 27 de dezembro de 1918.

Please reload