• Luxo Aju

Papo de Psicóloga, Sucesso – a regra de Ouro da nossa era



Cada dia vê-se um bombardeio de cobranças para que se tenha sucesso. E em todas as áreas, sucesso individual. O mundo está implacável, precisa ser bom pai , boa mãe, magro e saudável, ter bom emprego, fazer viagens interessantíssimas, ter uma casa milimetricamente decorada por arquitetos, aprender coisas novas, saber das últimas noticias,carro do ano. E para isso milhões de dicas em 10 ou 20 capítulos para que se chegue a esse tão sonhado édem! E o que temos? Cada dia mais pessoas adoecidas emocionalmente.


Claro! Ufa! Isso tudo é exaustivo! Vamos parar respirar e pensar.


A realidade é bem outra. Primeiro: Sucesso e fama são coisas bem diferentes. Nem todo mundo precisa ter uma vida pública para ter uma vida de sucesso. Sucesso tem que ter significados diferentes mesmo pra cada um. Não precisa ser maravilhoso, hiper, mega, máster, blaster em tudo! Ninguém é.


Segundo: impossível falar de sucesso sem falar de fracasso! Sim, isso mesmo! Eu sempre digo no consultório, Santos Dummond inventou o avião, o nome? 14 Biss , ou seja? Ele fracassou 13 vezes. Questionado certa vez sobre o que seria sucesso, Walt Disney ( sim, aquele do Mickey) respondeu que sucesso nada mais é que uma sucessão de fracassos. Pois é , mas o que está acontecendo? As pessoas não estão se preparando pro fracasso, elas só se preparam para o sucesso, e daí quando dá errado? A frase que ecoa é “SOU UM FRACASSO”. E sabemos através desses nomes todos que não é bem assim, tem que fracassar para ter sucesso!


ENTÃO VAMOS COMBINAR:


É preciso estar preparado para que as coisas deem errado (não é pensar que vai dar errado, mas que pode dar errado), e, se der, o que você fará? Isso, se der errado, já terá um plano então não será o fim do mundo, tudo continuará andando até que dê certo.


Vamos esquecer os severos tribunais internos aos quais nos dispomos, alimentar o auto perdão, não precisa acertar sempre, ninguém acerta. Nem como mãe, nem como filho, nem na dieta, nem no emprego. Ter um EU que chafurda na lama do erro, é alimentar a neurose de remoer mágoas, Isso nos torna reféns de nós mesmos e não donos de nós! “Nossos erros servem para nos construir e não para nos destruir!” Já diria Augusto Cury.


Sucesso é vencer as nossas dificuldades para realizar nossos sonhos! E cada um tem um sonho! Construa o seu com seus erros!